Agradecemos sua visita. Aproveite para se cadastrar gratuitamente como seguidor(a).

Aqui a Matemática é Simples e Descomplicada! Acesse, comente e compartilhe nossos artigos.
Hoje é


Conheça Dicas Preciosas para Estudar e Fazer uma Boa Redação no ENEM! - Para acessar: →

Translate

sábado, 23 de setembro de 2017

Como Fazer uma Boa Redação no Enem?

Uma pergunta recorrente que muitos fazem é o que devemos fazer e estudar para escrever uma boa redação no exame ENEM. A resposta para essa questão não é nada fácil, mas podemos dar boas dicas e sugestões para que ocorra sucesso nessa tarefa tão importante e pessoal. Um texto de qualidade deve ter um bom conteúdo, sem erros ortográficos e de concordância, expressando a veracidade dos fatos relatados. Quase todos estudantes que pretendem ingressar na universidade, ou que desejam ganhar bolsa de estudos, para qualquer curso universitário onde exija a realização desse exame, e que pretendem prestar essas prova ficam inseguros e temem principalmente a redação, por várias razões. Essa insegurança é normal, mas quando o candidato está preparado adequadamente, isso normalmente desaparece no momento da realização da prova. É muito difícil ensinar alguém a escrever por tratar-se de algo pessoal e muito particular, mas se o estudante treinar e praticar a escrita vai ter sucesso, pois na verdade essa prova é apenas uma dissertação, envolvendo um tema proposto, onde ele deverá fazer uma introdução, desenvolver o tema e defender um ponto de vista pessoal, baseado em fatos verdadeiros, chegando numa conclusão final lógica e coerente sobre o assunto tratado no texto.

Entre os motivos que levam muitos candidatos a cometerem erros e falhas, destacamos a surpresa quanto ao tema cobrado, assim como não terem noções elementares de como escrever um texto formal compreensível e que possa ser bem avaliado, recebendo uma boa pontuação para somar pontos nesse exame seletivo de grande importância acadêmica a todos os participantes. Normalmente o tema sugerido na redação é algum fato que está sendo ou que foi amplamente divulgado e debatido pela mídia e demais órgãos de divulgações, como revistas especializadas, entre outros periódicos, e que seja do conhecimento de todos que acompanham os fatos cotidianos, tanto no Brasil quanto nos demais países do mundo.

Deixamos bem claro, que o estudante deve se preparar satisfatoriamente para essa prova, se instruindo, lendo jornais, revistas e periódicos, assim como acompanhar todos os fatos e noticiários ocorridos na atualidade, seja na ciência, política, economia, fatos sociais, catástrofes, entre outros fatos e acontecimentos que estão ocorrendo em todas as partes do mundo.
Dessa forma, resolvemos escrever esse artigo de autoajuda e focar apenas os cinco principais erros que muitos cometem, por pura distração e que poderiam ser evitados, evidentemente pelos candidatos, caso fiquem atentos para suas ocorrências. Então, vamos a eles: 






1º – Nunca Devemos Fugir do Tema Cobrado na Redação!
Fugir do tema cobrado é muito prejudicial e pode fazer com que o candidato perca pontos preciosos e até que fique zerado nessa prova. Precisamos ter muita atenção ao desenvolver nosso texto sobre o assunto solicitado na redação do Enem. Reafirmamos que o conteúdo objeto do tema é sempre uma incógnita a ser descoberta na hora da redação, mas a experiência nos mostra que ele faz parte dos assuntos amplamente discutidos pelos setores da sociedade, assim pelos órgãos envolvidos no contexto. Por isso, todo vestibulando certamente já leu ou teve conhecimento do tema proposto, mas para colocar suas ideias no papel ele deve usar o vocabulário adequado e utilizar de algumas palavras-chave que tratam do assunto, com o intuito de garantir que não fugirá do enfoque. Uma dica é usar algumas palavras básicas para serem inseridas no texto que o candidato julgue importantes, para enriquecer a redação. Exemplo, se a redação pede fatos do cotidiano, como o combate a corrupção no Brasil, citar as operações como a Lava Jato da Polícia Federal e os políticos envolvidos, pode ser uma boa ideia para enriquecer o texto abordado e demonstrar que o candidato sabe, conhece e está inteirado do assunto.

2º - Cuidado com o Uso dos Achismos e dos Extremismos!
Um dos pressupostos a ser resolvido na redação do Enem é o de que há um problema a ser abordado e que evidentemente deve ser solucionado. Mas, tome cuidado e veja como deve fazer a defesa do seu ponto de vista, para que ele ocorra com argumentos e posições claras, racionais e, principalmente, respeitosas. Devemos sempre evitar o uso e sustentação de qualquer expressão extremista, mesmo que sejam termos como “nunca”, “sempre”, “jamais”Tenha cuidado com os achismos, pois muitas vezes eles indicam insegurança e passam uma ideia de que a redação está baseada em inverdades, suposições ou mentiras relatadas, somente para ganhar espaço e que não acrescentam nada de concreto e com pouca ou nenhuma veracidade dos fatos tratados.

3º – Cuidado com os Erros Ortográficos ou de Gramática!
São eles que vão fazer com que ocorram descontos expressivos na nota dessa prova. Assim, devemos evitar escrever palavras incorretas e duvidosas que tenhamos dúvidas sobre seu significado ou com sua escrita. Uma dica que pode ajudar o candidato é trocar palavras supostamente com erros e duvidosas, por outras similares que seja sinônimas e que sabemos do seu significado correto, assim como escrevê-las corretamente. Conhecer as regras gramaticais e de concordância são primordiais para escrever um texto formal de forma correta e eficaz.

4º - Evite as Gírias, Clichês e Provérbios! 

Lembre-se de que está escrevendo um texto para ser avaliado por uma banca de examinadores e assim deve ser escrito sempre na norma culta, citando eventuais fontes e evitando as gírias e provérbios confusos, do qual muitas vezes não sabemos quem os criou e isso pode demonstrar confusão e desconhecimento dos fatos. Evite os estrangeirismos no texto porque em algumas situações eles podem ser substituídos por expressões que fazem parte do nosso vocabulário adotado formalmente.

5º - Nunca Use Termos Chulos e as Abreviações Comuns Usadas nos "Chats" da Internet!
Todo candidato deveria ter em mente que está escrevendo um texto para ser avaliado por pessoas cultas. Dessa forma, termos chulos como palavrões, xingamentos, faltando com o respeito, etc. devem ser evitados enfaticamente. Quando estamos diante do computador, por exemplo, usando as redes sociais, abusamos de uma linguagem corriqueira e muitas vezes abreviada, cheia de vícios, mas que todos pares e amigos entendem por ser amplamente usada por todos sem maiores questionamentos, mas em situações profissionais e acadêmicas sempre devem ser suprimidas de qualquer contexto.


Importante: Se você procura dicas preciosas de autoajuda para fazer uma boa prova de Matemática no exame ENEM não deixe de acessar e se inteirar do excelente artigo: Matemática Cobrada no Enem.  

CONCLUSÃO!

Em nossa humilde visão, não existe uma receita de "bolo" feita e muito simples para que o estudante siga e que se de bem na redação. Mas, se ele se preparar adequadamente, lendo livros, revistas e jornais diariamente e treinando a escrita de textos similares aos que já foram cobrados nos exames e provas anteriores, acreditamos que vai ajudá-lo nesse propósito. Como ficou claro no texto, uma boa redação deve ser conduzida defendendo coerentemente o tema, usando de palavras e vocabulário adequado, evitando-se os erros gramaticais e de concordância que o estudante pode evitar estudando e se preparando antecipadamente. Aconselhamos o estudante desenvolver o texto com uma ideia, um problema ou um questionamento com uma consideração final que deve estar de acordo com os argumentos expostos. É importante, também, que o candidato saiba colocar ideias favoráveis e contrárias à sua própria opinião, citando as fontes e argumentações consideradas no texto.

Escrever excessivamente ou pouco também pode fazer com que o candidato perca pontos. Por isso, leia todas orientações e instruções da prova, evitando esses equívocos por distração, desconhecimento ou omissão. Em provas anteriores não tinha limites de linhas, mas o candidato podia usar no máximo 30 linhas para fazer sua redação completa. Assim, ele deveria evitar introduções muito longas e distribuir o texto uniformemente. 

Se o leitor quiser conhecer os principais temas e orientações que já foram cobrados em redações passadas, sugerimos que acesse nosso artigo chamado: Prováveis Temas Comentados nas Redações do Exame Enem!

Caso tenha gostado do artigo, divulgue aos amigos e pares, para que eles também tenham conhecimento e se preparem adequadamente para essa importante prova seletiva. Para isso, sugerimos compartilhar esse post usando os atalhos para as redes sociais que estão presentes ao final do artigo.

Finalizando, agradecemos a todos pela visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!





quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Problemas Básicos de Matemática!

Sabemos que muitos concurseiros e certos estudantes apenas memorizam algumas fórmulas prontas e engessadas com a finalidade de solucionar determinadas questões dessa disciplina que não são devidamente entendidas e que por isso geram dificuldades de entendimento. Eles se esquecem de que é necessário, não só decorar, mas também entender os conteúdos estudados para se chegar a uma resposta correta, sem mágicas e decorebas, apenas usando os dados dos problemas propostos. Assim, resolvemos atender o pedido de muitos estudantes que são nossos leitores e propor algumas questões básicas com respostas, para que possam visualizar e aprender uma nova forma de resolver determinadas questões que costumam ser cobranças em concursos e exames seletivos sem a necessidade de decorar aquelas fórmulas mirabolantes e complexas encontradas em apostilas e alguns livros menos rígidos. Um exemplo de problema que poderíamos propor ao leitor é o que envolve frações, como o que está sendo proposto na figura ao lado e que o leitor pode conferir como resolver de uma forma alternativa, logo abaixo.

Esse artigo também é dirigido para nossos leitores e concurseiros que desejam testar e avaliar seus conhecimentos básicos, para ajudá-los em sua preparação para provas em concursos e exames seletivos em nível médio de conhecimentos matemáticos.

1. Um Problema e o Método das Operações Inversas!






Zezinho era um aluno muito esperto e dominava os conceitos da matemática como ninguém. Então ele propôs ao pai, a mãe e ao seu avô nessa ordem o seguinte:
- Pai, se o senhor dobrar a quantia que tenho no bolso, lhe darei 20 reais. Satisfeito com o pedido e cumprida a promessa, ele dirigiu-se a sua mãe, com o mesmo pedido e com a mesma condição. Atendido, deu a ela o valor prometido. Por fim, fez igual pedido a seu avô. Também atendido, deu 20 reais e ficou com saldo em reais zerado. Quanto Zezinho possuía antes de fazer seu primeiro pedido?

Solução pelo método das operações inversas na aritmética: 
Existe muitas formas de resolver, mas talvez a forma mais simples e fácil de entendermos é utilizarmos o método das operações inversas.
Partimos do final em que ele estaria zerado para o início: Antes de dar 20 ao avô, Zezinho tinha 0 + 20 = 20. Mas o avô dobrou. Logo, ele tinha antes 20/2 = 10, quantia essa que veio de sua mãe. Antes de dar 20 a esta, tinha, pois, 10 + 20 = 30. Ela também dobrou. Logo, antes ele possuía 30/2 = 15, importância com que veio do pai. Se deu 20 a este, antes tinha 15 + 20 = 35. Mas antes, o pai dobrou. Logo, Zezinho tinha 35/2 =17,50, que era a quantia que tinha antes do primeiro pedido. 


2. Questão de Juros simples ou de Falsa-posição!
Que montante podemos realizar com um capital inicial de R$ 4.650,00, colocado aos juros de 12% ao ano, no prazo de 4 anos e 6 meses? 

Solução usual:
Mediante aplicação da fórmula de montante, tem-se: M = 4.650 + (4.650 x 12 x 54)/1.200 = 4.650 + 2.511 = 7.161,00

Solução por falsa-posição:
Método baseado em suposições. Podemos encontrá-la nos velhos manuais de Aritmética. Pode ser utilizada para solucionar questões que guardam proporcionalidade. 

Capital falso: 100 (pode ser outro número);

Juros falsos: 4 x 12 + 6 + = 54; 
Montante falso: 154;

Arma-se então uma proporção: capital falso está para capital verdadeiro, assim como: montante falso está montante verdadeiro. 
Dessa forma podemos escrever: 100/4.650 = 154/x, donde x = (154 x 4.650)/100 = 7.161,00  (Confere com a mesma resposta, sem o uso da fórmula)

3. Uma questão de matemática financeira usando juros compostos!
Um cliente de uma instituição financeira aplicou o valor de R$ 4.200,00, utilizando juros compostos de 10% capitalizados anualmente, por um período de 5 anos. Nessas condições, qual será o valor dos juros que ele vai receber ao final desse tempo?

Existe algumas formas de solucionar, mas vamos dar as duas mais simples que podemos avaliar.
Solução usando a fórmula dos juros compostos:
Tem-se: Montante = 4.200 x (1 + 0,10)^5 = 4.200 x 1,6105 = 6.764,14; Assim, basta fazer a diferença entre o montante e o capital inicial que teremos o valor dos juros compostos = 6.764,14 – 4.200 = 2.564,14.

Solução por falsa-posição:
Supondo que nosso capital inicial seja de 100 (capital falso). Montante falso: 100 x 1,10^5 = 161,051; Então os juros falsos seriam = 161,051 – 100 = 61,051.
Em seguida construímos uma proporção da seguinte forma: capital falso está para capital verdadeiro, assim como juros falsos estão para juros verdadeiros (x). Temos então que:
100/4.200 = 61,051/x, donde vem que x = (4.200 x 61,051)/100 = 2.564,14 (valor que confere com o resposta acima, porém obtida sem uso de nenhuma fórmula de juros compostos).

4. Questões usando um número falso!

A regra de falsa posição é um processo aritmético em que por meio de um número suposto (falso) podemos encontrar o número correto e requerido nas questões. É uma curiosa aplicação da regra de três que o leitor possivelmente já aprendeu e domina. No entanto temos em nosso blog um artigo que ensina completamente esse tema que o leitor pode recorrer. 
Vamos a uma questão tipica para entender o que pretendemos:
Qual o número de maças que uma pessoa possuía, se ela tivesse tantas outras como as que tem, mais a metade e a quarta parte delas, e assim teria juntado a quantia 88?

Solução pelo número falso:
Vamos usar o número falso 12.
Assim: 
número falso = 12
outro tanto   = 12
+ a metade  =   6
+ a 4ª parte =   3
Total faso     = 33

Usamos agora os dois números: 12 e 33, assim como totais verdadeiros e falsos: 88 e 33, para descobrir os valores corretos!
A proporção será:
33 (total falso) ....... 88 (total verdadeiro)
12 (número falso) .... x (número procurado)
Logo, podemos escrever 33x = 12.88 ou seja: 33x = 1056 → x = 32
Provando: 32 + 32 + 16 + 8 = 88 

5. Problema com os ovos!
Se uma galinha tivesse posto mais a metade e um terço dos ovos que já pôs, poderia juntar 33 ovos. Quantos ovos ela já botou?
Solução pelo número falso:
Número falso: 6
+ a metade :  3
+ um terço  :  2
Total falso:   11

Assim, montamos a regra:
11 ....... 33
6  .......   x
Ou seja: 11x = 6.33 → 11x = 198 → x = 18
Provando: 18 + 9 + 6 = 33

Conclusão!
Chegamos ao final de mais um artigo educativo que pretende levar o conhecimento matemático de uma forma mais simples e descomplicada, para que o professor, assim como pelos muitos estudantes que acompanham nosso trabalho aqui nesse humilde site possam avaliar e ter uma forma alternativa para resolver certos problemas e que talvez seja de mais fácil entendimento. Claro que devemos sempre explicar usando também os conceitos da aritmética e ensinando as fórmulas que podem facilitar e agilizar as soluções das questões desse campo do conhecimento. No entanto, sabemos que certos alunos aprendem de forma e em tempos diferentes e esse texto vai nesse sentido, ou seja propor outras maneiras alternativas e diferentes para ensinar e aprender matemática.

Espero que tenham gostado do texto e que o compartilhe com todos amigos e pares, para que o conhecimento chegue a todos que necessitem desse aprendizado. Para isso, sugerimos que use os atalhos para as redes sociais que estão presentes ao final do post ou que indique nosso endereço aos mesmos.
Se ficou alguma dúvida, deixe seu comentário no espaço para essa finalidade que teremos o maior prazer em elucidar sempre no menor prazo possível. 

Finalizando, agrademos a todos pela visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...