Muito Obrigado pela visita. Aproveite para se cadastrar gratuitamente como seguidor(a)!

"A Educação é a arma mais poderosa que podemos usar para mudar o mundo" (Nelson Mandela)
Hoje é


Saiba como se desenvolveu a Matemática, dos primórdios até chegar aos nossos dias atuais! - Para acessar: →

Translate

sábado, 29 de abril de 2017

Desafios de Lógica e Observação com Respostas

Atendendo os pedidos de muitos de nossos leitores, resolvemos propor um simples desafio de lógica que foca apenas a atenção e capacidade de observação, o qual é destinado a todos que curtem e gostam desse tipo de atividade educativa. Trata-se de uma avaliação despretensiosa com a finalidade de que o participante conheça como anda seus conhecimentos lógicos e sua atenção, assim como avaliar também suas habilidades em lógica e nas operações básicas em matemática. Então, concentre-se e reserve apenas alguns minutos de seu tempo e realize o teste e ao final confira os acertos. Sugerimos utilizar um tempo máximo de 10 minutos para solucionar o teste e que anote as suas respostas, para em seguida, clicar no botão das respostas para conferir os acertos, e assim verificar seu perfil ou nível de conhecimentos e tirar suas conclusões. Somente para seu conhecimento, informamos que poucas pessoas que realizaram esse teste, conseguem acertar todas as questões propostas. Se estiver nesse grupo seleto, parabéns! Pode então comemorar esse feito e divulgar aos amigos, atestando sua habilidade e capacidade, deixando um comentário ao final do teste que vamos publicar com muito prazer. Certamente você vai se impressionar com o resultado! Agora mãos a obra e boa sorte!







1.  Repita por cinco vezes: eite, eite, eite, eite, eite. Após soletre a palavra eite e responda o que bebem as vacas? 

2. O que você coloca na torradeira?

3. Um trem elétrico segue no sentido norte sul. O vento sopra no sentido contrário, ou seja: sul norte. Qual a direção da fumaça desse trem?

4. Muitos dizem que isso ocorreu há mais de 30 anos na Alemanha. Naqueles tempos, a Alemanha estava dividida em Alemanha Oriental e Alemanha Ocidental. Um avião sobrevoava as duas Alemanhas, quando o piloto percebeu que as duas turbinas do avião falharam e ele caiu no meio do nada. Onde você acha que deveria ser enterrados os sobreviventes?

5. Para esse último teste é proibido usar a calculadora ou qualquer outro artifício eletrônico, fazendo as contas apenas mentalmente. Suponhamos que você está dirigindo um ônibus entre o Rio e SP. Na primeira parada, sobem 6 e descem 2. Continuando o trajeto, na segunda parada descem 3 e sobem 4.  O ônibus continua sua viagem e pela última vez pára no último ponto, quando sobe mais 1 passageiro. Qual o nome do motorista? 

6. Uma lesma pretende escalar uma parede de 10 metros de altura. Sabendo-se que ela sobe 2 metros durante o dia e que desce 1 metro à noite, em quantos dias chegará ao topo da parede?

7. Três estudantes A, B e C saíram juntos e estão caminhando para a escola. Se o primeiro A já andou 1/3 do trajeto, enquanto que para B, falta apenas 1/4 do trajeto e ainda sabe-se que C já andou 2/5 do caminho. Mantido as mesmas velocidades, então quem chegará primeiro na escola? 

8. Três amigos foram comer num restaurante e no final a conta deu R$ 30,00. Fizeram o seguinte: cada um deu R$ 10,00. O garçom levou o dinheiro até o caixa e o dono do restaurante disse o seguinte:
- "Esses três são clientes antigos do restaurante, então vou devolver R$ 5,00 para eles..."

E entregou ao garçom cinco notas de R$ 1,00. O garçom, muito esperto, fez o seguinte: pegou R$ 2,00 para ele e deu R$ 1,00 para cada um dos amigos. No final cada um dos amigos pagou o seguinte:

R$ 10,00 - R$ 1,00 que foi devolvido = R$ 9,00.

Logo, se cada um de nós gastou R$ 9,00, o que nós três gastamos juntos, foi R$ 27,00. E se o garçom pegou R$ 2,00 para ele, temos:
Nós: R$ 27,00
Garçom: R$ 2,00
TOTAL: R$ 29,00
Pergunta-se: No bolso de quem foi parar o outro R$ 1,00???

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Atenção!
Agora que você finalizou o teste proposto, clique no botão abaixo, para exibir e conferir as respostas!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Confira seu perfil de inteligência de acordo com o número de acertos que conseguiu!!!

Se você acertou:

- Até 2 questões → Isso indica desleixo e falta de atenção! Repense e avalie sua ansiedade para evitar tais erros, distorções e falhas no modo de agir;

- Teve 3 acertos → Indica desempenho fraco. É preciso prestar mais atenção e ler com calma as perguntas, pois muitas vezes a resposta é encontrada no próprio texto da questão;

- Teve 4 acertos → Indica desempenho mediano. Faltou um pouco mais de atenção e foco para conseguir uma melhor pontuação;

- Entre 5 e 6 questões → Você teve um bom desempenho, mas pode melhorar, focando mais o estudo da matemática básica, a leitura e a compreensão dos textos;

- Entre 7 e 8 questões → Parabéns pelo sucesso! Pode alegrar-se e compartilhar com os amigos, pois seu desempenho indica que você é uma pessoa atenciosa, determinada, é boa observadora e que domina corretamente a leitura e certos conhecimentos básicos da matemática.

Conclusão!  
Espero que tenham gostado do desafio e que ele possa ser útil para indicar e alertar sobre os possíveis desvios de atenção e observação que normalmente ocorrem com as pessoas mais desatentas. Se acertou tudo, parabéns! Caso contrário, não fique triste, porque esse é apenas um teste que não tem nenhum embasamento científico e psicológico ou técnico e de forma alguma vai medir sua saúde mental, ou avaliar qualquer deficit de atenção ou até sua capacidade intelectual. Ele foi proposto apenas como uma brincadeira saudável, envolvendo a matemática e a atenção, e serve para entretenimento e aguçar a curiosidade de nossos leitores. Entretanto ele pode indicar falhas na leitura e atenção ao ler as perguntas, porque muitas vezes a resposta pode estar no corpo da pergunta e isso, verificamos em muitas provas e exames seletivos que iremos prestar no decorrer de nossa vida de estudante e até profissional.

Esperamos que o desafio possa ajudar na preparação futura do leitor, para que repense e leia com maior atenção as perguntas, seja nas provas e testes avaliativos propostos por órgãos seletivos, ou nos próximos desafios que vamos divulgar futuramente. Para não perder os nossos artigos, inclusive outros testes em forma de desafios que pretendemos publicar, cadastre-se gratuitamente como seguidor(a) do Blog e assim, além de receber tudo na comodidade de sua casa, ainda vai nos ajudar no fortalecimento e consolidação desse importante espaço educativo.

Caso tenha ficado com dúvidas sobre as respostas, deixe um comentário ao final do artigo, que enviaremos a solução comentada sempre no menor prazo possível.

Se gostou do teste, compartilhe com os amigos e pares, de preferência usando o atalho para as redes sociais que estão disponíveis ao final do texto ou sugerindo que eles realizem o desafio pelo link correspondente ou nosso endereço.

Finalizando, agradecemos a todos pela visita e apoio. Muito obrigado!!!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!







quarta-feira, 26 de abril de 2017

As Nuances do Outono e a Matemática!

Conhecendo as Nuances do Outono e suas Relações com a Matemática!
Como todos sabem, o outono é uma estação considerada até nostálgica por muitas pessoas, poetas e compositores, talvez por causa das oscilações do clima, quando as folhas das árvores caem e ocasião onde predomina algumas nuances de cores em destaque, tais como: o amarelo, vermelho e laranja. Suas principais características, além das que já mencionamos são também o tom cinza do céu, os frutos ficam amadurecidos e, desta forma, pesam nos galhos e caem sobre a terra. Mas, será que todas essas nuances e condições relatadas tem alguma coisa em comum com os estudos da física e matemática? Claro que sim, pois a matemática e as leis da física estão presentes em tudo que conhecemos, inclusive na natureza. Lembra-se da lei da gravidade que Isaac Newton usou para explicar a queda de frutas. Depois de um verão quente, com altas temperaturas e um calor intenso, enfim chega a estação conhecida como outono e com ela, surgem algumas mudanças inerentes, quando visualizamos o céu com menos luminosidade, as folhas secas caem das árvores, as cores predominantes são de tonalidade vermelho-amarelada correspondente à sensação provocada na visão humana causada pelas radiações monocromáticas recebidas pela insolação excessiva ocorridas no verão passado ocorrido nas folhas verdes e que todos nós reconhecemos numa visita aos parques da cidade. Assim, podemos visualizar muitas folhas de variadas cores e formatos, tamanhos e formas, que poderão nos ajudar a descobrir certos padrões e inclusive brincar com a matemática e que fatalmente podem nos ajudar a descobrir alguns conceitos básicos. Se observarmos atentamente, vamos encontrar folhas de tamanhos e colorações específicas que podem nos ajudar a construir modelos e conceitos, assim como confeccionar gráficos, colocando no papel essas transformações e variações ocorridas com o clima, relacionando as quantidades e os dados encontrados, comparando a ordem de tamanhos, comprimentos, analisando o crescimento, e as tonalidades específicas, etc. Enfim, existe uma infinidade de ações que podemos desenvolver estudando essas mudanças que vão ocorrer com a natureza, assim como com a vida das pessoas numa estação nostálgica associada com as emoções das pessoas nesse importante período do ano. Mas, deixando de lado o aspecto psicológico e emocional, que evidentemente está presente, vemos que também existe um padrão numérico da matemática que é aplicado nesses troncos e esqueletos de árvores, agora sem folhas que certamente estão se recuperando do calor excessivo causado pelas altas temperaturas e adversidades passadas e que podemos encontrar com muita facilidade nessa época específica.

Por exemplo, podemos com a ajuda de todos, construir uma árvore fictícia com os galhos livre das folhas evidentemente porque as folhas caem e assim, estudar as ramificações relacionadas e encontradas na série de Leonardo Fibonacci que foi um grande matemático italiano e que descobriu e estudou uma série de números que segue um padrão que pode ser encontrado nas ramificações de muitas plantas presentes na natureza.
A série de fibonacci é uma sequência de números que apresenta um padrão específico que pode ser encontrada nas ramificações de muitas plantas, quando o terceiro elemento é formado pela soma dos dois anteriores e assim sucessivamente: {1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, ...}. 

Assim, com um pouco de paciência, vamos confirmar esse padrão mencionado, porque ele não é muito difícil de estar presente em alguma árvore que pode ser encontrada em muitos parques ecológicos nessa e em todas as demais estação do ano.







Podemos observar ainda, que essa série também tem uma ligação curiosa com outro número de valor aproximado de uma famosa constante que equivale a 1,6, o qual é encontrado pelo quociente da divisão entre um número e seu antecessor na sequência, a partir do número 3. Se quisermos aprofundar e estudar essa razão numérica, podemos pesquisar esse valor constante que recebeu curiosamente o nome:  o número de ouro por estar associado com a perfeição, que teria sido usado por muitos artistas de todos os tempos, inclusive nas obras de Leonardo da Vinci (Mona Lisa) e que já foi tratado aqui nesse espaço educativo e que evidentemente recomendamos a leitura.

É no outono que as plantas necessitam ressurgir com suas próprias forças apresentando suas cores em destaque e assim, se fazer notar nesta temporada. Neste período ocorre que as folhas perdem gradualmente a coloração que foram mantidas ao longo do ano evidentemente quando o clima era mais quente. Agora, os dias ficam mais curtos e a temperatura do ar está reduzida, pois chega o frio com a redução das horas diárias de luz para desencadear o processo que as plantas  necessitam para realizar e captar a energia solar e que provoca a mudança progressiva da cor das folhas, que com a aproximação do outono e o inverno elas murcham e caem para assim promover o equilíbrio energético dessas plantas. Vemos também que podemos ligar essa redução das horas, colocando essas oscilações num gráfico de linha ou de colunas e assim, relacionando numericamente as horas de sol com a queda na temperatura, por exemplo.

Existe muito da interdisciplinaridade que poderão ser estudados, incluindo algumas disciplinas, tais como a Biologia e até a Química!

A cor verde das folhas é devido a clorofila, o pigmento verde abundante em nosso planeta é responsável por capturar a luz do sol, amenizando a temperatura e oxigenando nossa atmosfera. No processo da Fotossíntese, essas plantas convertem a energia da luz em energia química através da produção de açúcares a partir de dióxido de carbono e água. A clorofila é de vital importância para a vida na terra, porque é uma das poucas moléculas capazes de fornecer energia em sistemas biológicos. Uma molécula tão importante como instável, o que deve ser continuamente substituídos por plantas que sintetizam ativamente para manter a eficiência fotossintética. A síntese, no entanto, necessita de luz e calor, cuja abundância é reduzida nos meses de outono. Esta época do ano a própria clorofila degradada é efetivamente substituída por 'clorofila fresco' recém-sintetizado, com o resultado que as folhas perdem a cor do verão.

A clorofila não é o único pigmento presente nas folhas: entre outros, há flavonoides e carotenoides de cor amarelo-laranja que têm funções adicionais na fotossíntese. Uma delas é a proteção das folhas da exposição excessiva à luz. Uma vasta gama de cores é capaz de absorver e filtrar os comprimentos de onda diferentes, o que de outra forma poderiam danificar as macromoléculas essenciais da vida - de DNA, RNA e proteínas. Estes pigmentos são encontrados nas folhas, em qualquer época do ano, mas até a clorofila é abundante e esconde a cor verde amarelo e laranja. Com a redução na concentração de clorofila, flavonoides e carotenoides tornam-se visíveis, e vão dar a planta as cores características do outono. Isto é possível porque, mesmo que a produção destes pigmentos pára com o frio, aqueles já presentes nas folhas são mais estáveis ​​que a clorofila e vão permanecer por mais tempo.

E o vermelho? É devido a pigmentos chamados antocianinas, conhecidas por seus efeitos antioxidantes benéficos quando introduzidos na dieta com frutas vermelhas. Ao contrário de clorofila, flavonoides e carotenoides, antocianinas não estão normalmente presentes nas folhas, mas algumas árvores podem sintetizar quando as folhas ficam amarelas. Não está claro o que faz as funções desses pigmentos, ou por que as plantas tem que investir energia para sintetizá-los em uma época do ano quando a energia se torna escassa. Alguns especulam que a síntese de antocianinas devem garantir a eliminação de toxinas juntamente com as folhas quando caem. Outras hipóteses para ver o vermelho, é que ele se dá como um sinal de alerta para deter o ataque de insetos herbívoros, ou como proteção para mais e menos eficientes sistemas fotossintéticos.

CONCLUSÃO!
Veja quantas lições e aprendizado podemos assimilar e colher com a chegada das estações do ano, e que o professor, com a ajuda e apoio dos pais, podem e devem relacionar, propondo atividades e trabalhos correlatos. São pequenos gestos e ações que podem ajudar no entendimento das mudanças que ocorrem no cotidiano, assim como na vida e com a natureza, inclusive podendo ligar o aprendizado da matemática com as demais áreas do conhecimento. Um ensinamento que podemos mencionar é que devemos estar aberto a mudanças e transformações para fazermos da mesma forma como a natureza que embora fique amarelada e contida, ainda assim reage e se defende, protegendo-se das adversidades para voltar mais forte e viva em outras estações do ano.
Com esse artigo podemos aprender com as plantas e com a natureza, que mesmo com a escassez das energias recebidas do Sol nessa época passageira, ou até com a falta de chuvas e de água, ainda assim buscam formas mais adequadas e se utilizam de sistemas protetivos para se manterem vivas e saudáveis. Em regiões mais secas e quentes, como no interior do nordeste brasileiro, encontramos determinadas plantas, como as palmas forrageiras e o mandacaru que se adaptaram e que podem ficar verdes e vivas por longos períodos sem chuvas. Então, porque não usar esse conhecimento e aplicar em nossa vida, ou seja, economizar e guardar economias em períodos de mais fartura para gastar em ocasiões mais deficitárias. E, isso incluí recursos financeiros, economia de água, energia elétrica, entre outros bens e serviços que necessitamos economizar inclusive em tempos de mais abundância, para serem consumidos em outras épocas de maior escassez e dessa forma, vivermos com mais equilíbrio e harmônia.

Espero que tenham gostado do artigo e que o compartilhe com os amigos e pares para que esse conhecimento não fique paralisado. Sugerimos para essa finalidade usar o atalho para as redes sociais que estão presentes ao final do texto ou sugerir nosso endereço aos mesmos.

Se ficou dúvidas e quiser nosso parecer, deixe um comentário ao final do artigo que teremos o maior prazer em elucidar e responder, sempre no menor prazo possível.

Finalizando, agradecemos a todos pela visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada! 





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...