Muito Obrigado pela visita. Aproveite para se cadastrar gratuitamente como seguidor(a)!

"A Educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo" (Nelson Mandela)
Hoje é


Saiba como se desenvolveu a Matemática, dos primórdios até chegar aos nossos dias atuais! - Para acessar: →

Translate

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Como Ensinar as Crianças na Vida Escolar?

Como Ensinar as Crianças na Educação Infantil?
Muitos especialistas no assunto tem discutido como devemos ajudar as crianças na sua vida escolar, quando elas estiverem cursando a educação infantil. O tema é polêmico e vem causando muita controvérsia porque envolve mentes numa fase em formação. Esclarecemos que ensinar as crianças, nesta fase do aprendizado, pode ser considerado como uma verdadeira obra de arte que exige muita dedicação, esforço e criatividade. Sabemos que forçar a criança a aprender a todo custo, qualquer conteúdo escolar ou certas disciplinas, como religião, aritmética, matemática, língua portuguesa, etc., pode ser muito traumático, inadequado e equivocado para esta faixa de idade. Mas, acreditamos que existem outras formas e maneiras, que julgamos mais propicias para ensinar as crianças, as quais abrangem aspectos lúdicos, como o uso de brincadeiras, joguinhos, teatro, entre outros, como veremos nesta matéria. De acordo com as normas da Educação, a Lei nº 12.796/2013 estabelece que a educação infantil contempla crianças de 4 e 5 anos na pré-escola, que deverá ser organizada com uma carga horária mínima anual de 800 horas, distribuída por no mínimo 200 dias letivos. O atendimento à criança deve ser, no mínimo, de quatro horas diárias para o turno parcial e de sete para a jornada integral. Os responsáveis pela matrícula das crianças na escola são os pais, tutores ou pessoas legalmente responsáveis. Portanto veja que temos um tempo precioso, para trabalharmos com esta clientela, composta por crianças, onde muitas delas são carentes e provindas das mais variadas classes econômicas. Para educar as crianças e até certos adolescentes é necessário sermos criativos e dedicados, pois muito conteúdo pode ser passado de uma forma lúdica, sem causar qualquer transtorno ou trauma nos pequenos alunos. Se você quiser acessar algumas formas e ideias criativas para a Educação Infantil, sugerimos acessar nossa matéria chamada: A criatividade na educação das crianças! que garantimos poderá lhe ajudar muito nesta caminhada. 

Quais são as fases e como se dá o aprendizado das crianças?
Durante os primeiros anos de vida, toda criança aprende muito sobre si mesma, ao descobrir o mundo ao redor delas, e os seus pais ou responsáveis com certeza, são seus primeiros professores. Os pais, nesta fase da vida, devem ensiná-las a falar, a andar, assim como alimentar-se e como vão se relacionar com todas demais pessoas. Eles também podem lhes ensinar as primeiras palavras do alfabeto, uso de formas e cores, e até mesmo, como contar e soletrar palavras de forma muito simples. Lembra-se quando perguntamos a qualquer baixinho, se ele já sabe contar até o 10, se sabe a tabuada, se saber escrever seu nome, se conhece algumas palavras em Inglês, etc.  Mas, para o desenvolvimento saudável, as crianças precisam de uma estimulação ativa, como do apoio de sua família e da interação com outras crianças da mesma faixa etária. 

Então, a escola ou a creche é o lugar onde a educação infantil pode se dar de forma mais benéfica para o aprendizado que seja compatível com sua faixa etária. É nestas salas de aula, numa escolinha infantil, onde as crianças aplicam o que seus pais lhes ensinaram num ambiente prático e terão suas primeiras interações com as outras crianças, como professores, amigos,  fora de sua família. 
Começando com crianças a partir dos dois anos, os professores devem guiá-las, orientando-as através de uma transição importante e supervisionar bem a sua adaptação. Na Educação infantil é que se concentra a aprendizagem através dos jogos, das brincadeiras, fornecendo um ambiente interativo, onde as crianças vão usar muito o tato, usando suas mãos para aprenderem sobre si mesmas, e também quando vão brincar com outras crianças.

A professora ou professor que atua com crianças pequenas, vão se tornar um pouco como um pai substituto e amigo da criança. Ela ou ele será sua primeira fonte de orientação em jogar e relacionar com outras pessoas e fazer as primeiras amizades. É muito importante ensiná-las a compartilhar e se relacionar bem com seus pares, a forma como se revezam nas atividades propostas, como, aprenderem a ter boas maneiras com seus amigos, pois são grandes lições que  vão ficar com eles e evoluir nesta fase crucial de sua vida e vão acompanhá-las pelo resto de suas vidas. Um adulto egoísta, pode ser que tenha sido orientado inadequadamente nesta fase importante de sua vida ou não teve oportunidade de aprender boas maneiras quando frequentaram ou não, a sua primeira escolinha.

As crianças bem jovens também têm maiores exigências físicas, do que aquelas que são mais velhas e isso deve ser tratado com cuidado e muito discutido. Na hora  reservada para descanso, tudo deve ser realizado com muito critério, para não sobrecarregar demasiadamente tais crianças e sempre acompanhado por profissionais capacitados. Muitas pré-escolas incorporam algum tempo em sua programação ou em seu horário, para o intervalo e refeições, após cumprir, por exemplo, a metade de suas atividades, para proporcionar o descanso da criança, após um longo dia exausto com jogos, brincadeiras e aprendizado. A hora do lanche, também pode ser utilizada para algumas programações de aprendizado. Neste horário, teremos a oportunidade de ensinar os alunos para algumas maneiras, como sentar-se adequadamente na mesa e realizar corretamente sua alimentação, escolhendo os alimentos mais adequados e saudáveis. Por isso, enfatizamos que ensinar as crianças, exige nada menos do que uma completa devoção e perseverança. É uma tarefa difícil, mas um professor verdadeiramente comprometido, agindo com amor, dedicação e carinho, no final vale a pena todo esforço dispendido, pois com certeza a recompensa virá com muito carinho e gratidão.

Como deve ser o currículo pré-escolar?






Há muito debate sobre o que deve ser ensinado e abordado num currículo pré-escolar que seja ideal, mas na realidade, a primeira infância é um período de crescimento expressivo e de muita curiosidade, por isso fica difícil decidir exatamente o que, e quando, uma criança precisa aprender nesta fase. Muitos currículos pré-escolares estabelecem o professor, como um guia, permitindo que as crianças possam descobrir por si mesmas, enquanto o professor poderá leva-las através deste processo, decidindo o que vai ensinar, baseando-se nas orientações discutidas com a direção da escola.
O tema causa muita controvérsia entre muitos educadores, uma vez que muitos compreendem não haver um 'currículo' possível e por defender a completa autonomia do professor na sala de aula. Alguns especialistas do MEC explicam que o objetivo é delimitar alguns parâmetros a partir dos quais os educadores poderão trabalhar.
Outros, apontam que a preocupação deve estar em oferecer à criança "o direito de ampliar sua perspectiva de mundo". No ambiente da creche e da pré-escola, eles explicam que a criança precisa de um ambiente seguro e estimulante para desenvolver suas habilidades cognitivas e sociais.  No entanto, alguns educadores, como já frisamos dizem que ensinar conteúdos disciplinares nesta fase pode não ser muito bem aceitas, e é considerado como um grande equívoco nesta fase educacional.

Mas, nunca devemos nos esquecer de que todas as escolas devem seguir as diretrizes da Secretaria da Educação que é uma exigência legal da LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional). Segundo especialistas, a base nacional comum precisa e deverá ser complementada com uma parte diversificada com características regionais e locais.

Conclusão:
Tudo o que somos hoje, com certeza, se deve muito aos professores infantis e principalmente aos nossos pais que nos ensinaram a sermos mais amorosos, amigáveis e a não sermos egoístas, arrogantes e possessivos. Sabemos que uma criança, aprende muito mais com exemplos, do que com palavras. A famosa e equivocada frase que diz "Faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço" nunca deve ser aplicada para ensinar as crianças. De nada adianta, falar em honestidade e dizer para as crianças nunca mentirem, se quando não quisermos atender a porta de nossa casa ou o telefone, pedimos para nosso(a) filho(a) dizer que não estamos presentes.
Atenção: 
1. Acesse também outros conteúdos destinados a Educação Infantil, procurando nosso marcador chamado: Ensino Infantil.
2. Se ficou dúvidas, deixe seu recado no espaço para comentários logo ao final do post. Use este mesmo espaço, para criticar, elogiar, retificar a matéria ou simplesmente deixar sua opinião.
3. Caso, queira compartilhar com seus amigos, use o atalho para as redes sociais, logo ao final da matéria, ou indique o Endereço deste blog aos mesmo.  
4. Aproveitamos, para convidá-lo a se cadastrar como nosso seguidor e assim receber sempre nossos novos conteúdos.
Desde já, agradecemos sua visita e parecer. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficou alguma dúvida sobre a postagem acima ou quer deixar uma sugestão?
Escreva seu comentário no espaço apropriado, seja para elogiar, criticar ou expor dúvidas, que publicaremos e responderemos o mais rápido possível.

Atenção: Serão excluídos os comentários contendo propagandas e também aqueles que faltem com o respeito e educação a qualquer usuário do Blog ou, os que venham induzir nosso leitor a acessar conteúdos impróprios e eticamente não recomendados. Desde já, agradecemos sua participação!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...