Obrigado pela visita. Cadastre-se gratuitamente como seguidor(a)!

"O céu deve ser esférico, pois a esfera, sendo gerada pela rotação do círculo, é, de todos os corpos, o mais perfeito". (Aristóteles)
Hoje é


Faça Nosso Teste de Inteligência Grátis em Poucos Minutos e Conheça na Hora o seu Perfil! - Para acessar: →

Translate

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

A Confirmação das Ondas Gravitacionais!

A Confirmação das Ondas Gravitacionais no Universo!
Onda gravitacional é definida como uma onda que transmite energia por meio de deformações no espaço-tempo, ou seja, tal fenômeno se dá somente por meio do campo gravitacional. Ela foi discutida pela Teoria Geral da Relatividade do físico Albert Einstein, o qual mencionava que massas aceleradas podem causar este fenômeno, que se propagam com a velocidade da luz, mas no entanto, até agora nada disso tinha sido efetivamente detectado pelos cientistas.
Entretanto, depois de cem anos da afirmação por Einstein de que existiam as tão propagadas ondas gravitacionais no universo, elas foram finalmente confirmadas e constatadas por uma equipe de cientistas.
Agora podemos observar nosso vasto universo com outros olhos e de uma nova forma, confirmando finalmente os estudos previstos pela Teoria Geral da Relatividade, o que motivou efetivamente os cientistas para novas descobertas e outros avanços neste campo científico.
Esta importante descoberta, pode mudar os novos rumos da tecnologia, ciências e das pesquisas na área da Física e de outras áreas do conhecimento, proporcionando inclusive observações mais concisas no campo da Astronomia.

O que muda entre tempo e espaço quando usamos o referencial do Universo?





De acordo com o famoso paradoxo dos Gêmeos (paradoxo de Langevin), envolvendo a dilatação temporal, que afirma que um experimento mental poderá nos induzir para uma das consequências da relatividade restrita. Nele, um homem que faz uma viagem ao espaço numa nave de grande velocidade, voltará para sua casa mais novo que seu irmão gêmeo que ficou na Terra, movendo-se a velocidades cotidianas. Tal paradoxo afirma hipoteticamente que, se tivermos os irmãos gêmeos A e B, sendo que A se moveria no universo na velocidade da luz, enquanto que B voasse numa velocidade bem menor. É certo que B veria o irmão A se mover mais rapidamente em relação ao seu referencial, e por isso o tempo passaria mais rapidamente para o irmão A. Mas, dai afirmar que o irmão B ficaria mais velho que seu irmão A, ou vice-versa não procede, pois sabe-se que esse fato não tem nenhuma base científica que o comprove.

Cientificamente, especialistas afirmam que na teoria de Einstein, que aborda o universo, não existe diferença entre espaço e tempo, ou seja o espaço-tempo seria uma única coisa, uma espécie de colcha, onde todo o universo está sendo efetivamente costurado e a gravidade acontece mediante à deformação desse espaço-tempo. Eles também afirmam que essa gravidade, na teoria, formam ondas gravitacionais.
Por exemplo, a terra gira em torno do sol, por isso ela vai deformando (o espaço) e gerando ondas.
Esse fato desmistificou muitos pesquisadores e cientistas que chegaram equivocadamente a dizer por volta dos anos de 1970, que as ondas gravitacionais não existiam.

Para demonstrar as ondas gravitacionais, foi necessário cerca de mil cientistas, entre eles muitos brasileiros, que criaram o Observatório de Ondas Gravitacionais por Interferômetros de Laser, o Ligo, sendo que uma delas fica no estado de Washington e outra no estado de Louisiana.
Este equipamento ultra-sofisticado pode disparar laser potentes,  entre as duas construções, que são rebatidos em espelhos. Como as distâncias são iguais e os prédios possuem sistema especial de pêndulos no subsolo para evitar a interferência da movimentação de solo, os raios de laser teriam de ter as mesmas trajetórias e no mesmo espaço de tempo. Como o equipamento detecta em escala nanoscópica  mostrou que um feixe chegou antes do outro, o que mostra o efeito da onda gravitacional. Segundo pesquisadores brasileiros, a constatação deste efeito no universo somente foi realizado no dia 14 de setembro, quando dois buracos negros, um cerca de 36 vezes e outro 29 vezes a massa do sol, localizados a 1,3 bilhão de quilômetros da Terra, se fundiram, causando grandes ondas gravitacionais.

Aplicações das ondas gravitacionais em nosso cotidiano!
A detecção dessas ondas, com certeza deverá possibilitar inicialmente a criação de telescópios potentes de ondas gravitacionais, que vão proporcionar que os cientistas vejam no espaço coisas que não viam antes, como estudar de forma mais aprofundada os buracos negros, ainda pouco conhecidos. Ou ainda, as possibilidades para novas descobertas devem aumentar significativamente com estes novos conhecimentos.

É nítido que essas ondas gravitacionais podem significar um novo rumo para a tecnologia e outros estudos, assim como aconteceu com várias descobertas importantes que são usadas até hoje nas mais variadas áreas como na medicina, áreas da saúde, tecnologia, etc. que proporcionaram avanços e benefícios para toda nossa sociedade e usados eficientemente em nossa atualidade.

CONCLUSÃO!
Na nossa modesta opinião, talvez esta seja uma das maiores descobertas da ciência dos últimos anos, pois deverá revolucionar a forma de observarmos nosso vasto e misterioso Universo. Muitos cientistas e conceituados astrônomos afirmam que a descoberta pode nos levar futuramente aos digamos "atalhos" que foram chamados também de "buracos de minhocas" ou seja, uma nova teoria ainda não confirmada que trata da existência de túneis de espaço-tempo para encurtar as distâncias entre dois pontos do Universo. Quem sabe um dia no futuro poderemos ir de uma Galáxia até outra de uma forma mais rápida e agilizada, utilizando desta teoria, ainda objeto de novos estudos e carente de confirmação científica para ser aceita no mundo científico. 

Ainda, este artigo nos deixa uma reflexão importante, questionando que muitas vezes duvidamos da grande capacidade do maior físico, cientista e pesquisador que foi Albert Einstein, o qual mesmo vivendo numa época com pouca ou quase nenhuma tecnologia, já afirmava da existência destas ondas de gravidade ora detectadas após cem anos de suas afirmações, as quais com certeza vão impulsionar a forma de exploração do nosso cosmos.

Atenção: Espero que tenham gostado do conteúdo e que compartilhe com os amigos. Para isso, recomendamos usar o atalho para as redes sociais, logo ao final da matéria, ou divulgar nosso endereço aos mesmos.
Caso goste de artigos envolvendo a Astronomia e Física, recomendamos acessar nosso marcador chamado: Física e Astronomia e lá vai encontrar muitos outros conteúdos científicos interessantes sobre este tema.
Se ficou dúvidas e quiser relatar, ou mesmo para criticar, elogiar, ou apenas deixar sua opinião, use o espaço reservado para comentários, logo ao final do texto.
Aproveitamos para convidá-lo a se cadastrar como seguidor deste site e assim sempre receber nossos artigos de forma gratuita e semanal. Muito obrigado pela visita e por seu apoio.
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficou alguma dúvida sobre a postagem acima ou quer deixar uma sugestão?
Escreva seu comentário no espaço apropriado, seja para elogiar, criticar ou expor dúvidas, que publicaremos e responderemos o mais rápido possível.

Atenção: Serão excluídos os comentários contendo propagandas e também aqueles que faltem com o respeito e educação a qualquer usuário do Blog ou, os que venham induzir nosso leitor a acessar conteúdos impróprios e eticamente não recomendados. Desde já, agradecemos sua participação!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...