Agradecemos sua visita. Aproveite e cadastre-se gratuitamente como seguidor(a).

Aqui a Matemática é Simples e Descomplicada! Acesse, comente e compartilhe nossos artigos.
Hoje é


Conheça Toda Matemática que é Cobrada no Exame ENEM! - Para acessar: →

Translate

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Educar é Também Dizer Não!

Será que educar é também saber dizer NÃO?
É claro que educar e ensinar principalmente os pequenos é também impor limites, estabelecer regras, incentivar e motivar as crianças e adolescentes ao aprendizado, entre outras condições e indiscutivelmente dizer o Não faz parte deste jogo, mas temos que explicar o porque desta forma de negação. Todo pai ou responsável que ama e quer dar uma boa educação para sua criança, deve usar com critério, os recursos que dispõe para barrar ou corrigir posturas e procedimentos incorretos de seus filhos, como por exemplo, nos procedimentos inadequados considerados mais graves, cortar o uso da internet por um certo período, ficar sem o celular, não sair num final de semana com os amigos, etc. Estes "castigos" quando acompanhados com o diálogo com a escola, professores e demais envolvidos servem para impor responsabilidade, criando regras que serão benéficas para o desenvolvimento educacional. Esclarecemos inicialmente que a educação no sentido mais amplo é qualquer ato ou experiência que tem um efeito formativo sobre a mente, o caráter ou a capacidade física de um indivíduo. Tecnicamente podemos afirmar também que a educação é o processo pelo qual nossa sociedade, representada principalmente pelos pais, professores, etc. transmite deliberadamente o conhecimento acumulado ao longo de muitos anos, assim como as habilidades e os valores de uma geração para outra.

Quem pensa que é só a escola que educa e transmite conhecimentos, ou que isso compete somente aos professores e ao educandário, com certeza está muitíssimo enganado, pois estamos sempre aprendendo e ensinando mesmo que de forma indireta e inconscientemente, sejamos pais, professores, avôs, etc.  Toda pessoa aprende com todos, inicialmente com a família, com seus amigos, depois na escola, até em seu trabalho na empresa e, etc. É claro que isto se dá de diversas formas e maneiras diferentes, na família ela é classificada como um ato de amor, enquanto que na escola, empresa e profissionalmente ela pode ser classificada como ato de sobrevivência e certamente para obtenção de sucesso profissional e financeiro.

A educação que é transmitida no seio da família, tem a pretensão e o poder de transformar as pessoas, tornando-as melhores ou piores, dependendo do que é ensinado a elas. Alguns dizem que a mente de uma criança pode ser comparada a uma folha de papel em branco, que com boas ações e atitudes positivas certamente vamos escrevendo e gravando bons ensinamentos e cujo aprendizado serão benéficos ao longo de toda vida do individuo.  Outros dizem que uma criança é comparada a uma pedra bruta, que pode ser transformada e lapidada em um “ser humano” melhor, valorizando as suas qualidades, e desenvolvendo o amor e a sabedoria.

O aprendizado das crianças é melhor assimilado quando se dá pelo exemplo!
Nunca espere que seu filho tenha os seus gostos e suas habilidades, pois somos diferentes. Temos que ter a nitidez de que nunca devemos fazer uma cópia ou clone, porque todos temos qualidades e defeitos, por isso é necessário passar o melhor e fazê-los pensar e tomar suas próprias decisões. Contudo, ensinar e transmitir todos ensinamentos é muito válido e necessário, mas o certo é que toda criança aprende muito mais pelo exemplo que passamos do que simplesmente pela fala. Aquela famosa frase que diz "Faça o que eu falo e não o que faço" é totalmente inadequada para ensinar as crianças, por isso não devemos apenas falar mas, mostrar o caminho e as ações corretas, mostrando o exemplo correto com atitudes nobres e positivas. Por exemplo, de nada adianta ensinarmos nossos filhos a nunca mentirem, se quando alguém que não gostamos vem a nossa casa, pedimos para ele dizer que não estamos, ou quando o telefone toca e não quisermos atender, mentimos que estamos ausentes.


Outra maneira muito importante para motivar e estimular a aprendizagem das crianças é usando da forma lúdica, praticando algumas brincadeiras, assim como nas atividades cotidianas da vida, na sua cozinha, no supermercado, no Banco, etc., a qual pode ser usada inclusive pelos pais, antes mesmos delas frequentarem a escola. Se quiser conhecer alguns exemplos detalhados, acesse nosso post chamado: A Criatividade na Educação das Crianças!
    
Quem ama educa?






Aquela atitude que afirma que nossos filhos nunca devem ser contrariados e que sempre devemos dizer SIM está totalmente equivocada. Se você ama seu filho e observa que ele está errado ou que não vem agindo de forma correta, seja em qualquer idade é preciso dizer NÃO com todas palavras, pois concordar com o erro nos torna cúmplices de uma situação que, com certeza vai prejudicar a todos.  Como já dizia o Dr. Içami Tiba (1941-2015) aquela famosa frase que marcou positivamente sua obra de que: “Quem ama educa” e amar também é dizer não para corrigir posturas inadequadas. Ressaltamos que Içami foi considerado um dos maiores educadores deste país, e  também foi escritor e um dos mais renomados psiquiatras brasileiros, portanto ele sabia o que estava falando. Segundo ele, hoje estamos vivendo em tempos onde a criação dos filhos e a relação familiar vem enfrentando vários problemas e conflitos, que surgiram com a vida moderna. Ele afirmava que se você não educar, não cuidar de seus filhos, com certeza, na rua ele vai aprender o errado e as consequências serão desastrosas. Hoje temos uma escola que pouco ou nada ensina, e que então muitos pais buscam orientações para estarem presentes não só na relação afetiva  com seus filhos, mas também  participarem diretamente  de sua educação.
Nos dias atuais os pais e a escola devem mostrar que o aluno que recebem todos os dias, não é apenas mais um, mas sim que é amado e que ele faz a diferença, sendo importante para o corpo escolar, pois, é através da interação desse trabalho em conjunto que haverá desenvolvimento e bem estar na aprendizagem da criança. A perfeita sintonia com a família é de fundamental importância para o sucesso no processo ensino e aprendizagem.

Qual deve ser o comportamento correto de toda boa Escola?
A escola deverá se portar como uma instituição que complementa a família e juntas tornam-se lugares agradáveis para a convivência de nossos filhos e dos alunos. Ela nunca deveria existir e viver sem a família e nem a família deveria viver sem a escola. Uma depende da outra na tentativa de alcançar o maior objetivo, que nada mais é do que proporcionar sempre o melhor futuro para o nosso filho ou educando e, automaticamente, para toda a sociedade.
Uma atitude que faz a maior diferença nos resultados da educação nas escolas é a relação de proximidade dos pais no esforço diário dos professores. É necessária uma conscientização muito grande para que todos se sintam envolvidos neste processo de constantemente educar as crianças e adolescentes.
Certamente toda sociedade deveria ser a responsável pela educação destes jovens, oriundos desta nova geração.
A base da educação não está no autoritarismo da escola, ou seja, levar exclusivamente todos problemas do aluno para a família resolver, como uma ameaça ou motivo de vingança, mas sim com o objetivo imbuído de amor, para reforçar a educação do aluno juntamente com o apoio familiar. Sem o apoio escolar torna-se muito difícil resolver muitos problemas educacionais e a tão desejada qualidade fica extremamente prejudicada. 

Quando colocarmos o amor sendo a base sustentável da educação de toda criança e dos jovens, as sementes desta caminhada serão amor, respeito, valorização, entre outros, e certamente serão colhidos bons frutos no futuro e sucessivamente isso vai gerar outras plantações e novas colheitas.
A importância do ato de amor na educação escolar é um tema que merece reflexão, pois se vive numa época em que a sociedade encontra-se desestruturada e a desintegração dos valores são os maiores obstáculos para o ser humano.

Hoje, infelizmente nossa sociedade baseia-se no individualismo, e o coletivo tornou-se arcaico, onde as crianças e adolescentes envolvidos neste contexto, vivem sufocados por um mundo dominador e consequentemente atrofiam suas potencialidades tornando-as vitimas de um mundo frio e sem amor. O ato do amor na educação escolar juntamente com a vida familiar envolve todo o desenvolvimento infantil, no aspecto físico, intelectual, moral, espiritual e social já que as heranças desta fase encaminharão o indivíduo as realizações na vida.

Por que é tão difícil dizer NÃO aos nossos filhos?

Já no ano de 1762, o filósofo Jean-Jacques Rousseau, mencionava que para fazer seu filho infeliz, basta acostumá-lo a receber de tudo, ou sempre dizer SIM aos seus desejos. Segundo Rousseau, se você der de tudo a uma criança, isso fará com que seus desejos só venham a crescer, devido à facilidade que ele encontra em satisfazê-los e isso com certeza vai gerar muita ansiedade, levando-o ao crescimento de sua tirania. Por exemplo, se seu filho(a) pedir um pequeno presente e se tivermos condições financeiras, podemos satisfazer numa ocasião especial, mas com o devido critério, mas se hoje ele nos pede um brinquedo, amanhã uma bicicleta, outro dia um celular, um autorama e vamos sempre cedendo, vai chegar uma hora que não teremos mais recursos para isso, e com certeza haverá uma grande decepção, pois satisfazer tudo é impossível. É salutar sabermos dizer Não que também é  educar e lidar com situações como esta, onde nossos filhos por diversas razões cotidianas querem sempre mais. Muitos pais, receosos e sempre querer agradar e dar o melhor, dão de tudo a seus filhos, muitas vezes sem critério algum para não magoar, nunca contrariar, sempre satisfazendo seus anseios e isso pode levar a consequências catastróficas e desastrosas. Então, sabiamente para educar e amar os filhos, temos necessariamente que usar a palavra não no momento oportuno e isso vai ensiná-los a lidar com seus limites, com suas rejeições e frustrações, tornando-os mais flexíveis e tolerantes. 

CONCLUSÃO!
Você já observou como muitas crianças usam do choro, da manha, birras, para conseguirem seus objetivos e convencerem seus pais a sempre cederem. Os pais, na ansiedade de estarem proporcionando o melhor para seus filhos entram no jogo e quase sempre cedem, comprando as melhores roupas, os maiores brinquedos, escolhem a melhor escola, ou seja, querem dar o melhor e esquecem de que educar é também impor limites, usando sabiamente da razão e da flexibilidade. No futuro, quando seu filho estiver trabalhando numa empresa, ele com certeza terá que lidar com conflitos, com rejeições, quando talvez vai ter que usar aquilo que não aprendeu ou que nunca teve contato. Então, na nossa modesta opinião podemos afirmar, usando a frase do grande educador que foi Içami Tiba, que sempre afirmava e nos ensinou que, "QUEM AMA EDUCA" e que educar também é saber dizer não quando necessário.
Existem outras formas lúdicas que a escola e os professores devem adotar para motivar os alunos ao aprendizado, principalmente no ensino de Matemática e que você pode conferir acessando nosso artigo: O Ensino de Matemática para as Crianças!
Atenção: Espero que tenham gostado da matéria e que compartilhe com os amigos, usando das redes sociais cujos atalhos se encontram ao final do texto ou divulgando nosso endereço aos mesmos.
Finalizando, gostaríamos de convidá-lo a se cadastrar como seguidor deste site e assim, sempre receber nossos artigos de forma grátis e periódica.
Se ficou dúvidas e quiser deixar seu parecer, seja para criticar, elogiar ou simplesmente opinar, use o espaço para comentários também ao final do artigo que teremos o maior prazer em publicar. Desde já, agradecemos pela visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!







2 comentários:

  1. Gostei muito da matéria. Concordo que hoje falta limites, pois há muitas facilidades eletrônicas e os pais não estão dando a devida importância aos valores morais. Há muita liberdade, mas pouco amor.Os pais esperam tudo das instituições de ensino e não se comprometem nem com simples tarefas diárias com seus filhos. Fico chocada ,cada vez que vou a uma reunião de pais das minhas filhas, em ver a quantidade de pais que não aparecem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite Jeanne!
      Primeiramente gostaria de lhe agradecer pela visita e seu comentário ao nosso site.
      Concordamos plenamente com seu ponto de vista, realmente a participação dos pais e responsáveis cada vez mais são muito raras e acreditamos que isso também afeta o aprendizado. Caso tenha gostado do Blog e do artigo, divulgue aos amigos. Muito Obrigado!

      Excluir

Ficou alguma dúvida sobre a postagem acima ou quer deixar uma sugestão?
Escreva seu comentário no espaço apropriado, seja para elogiar, criticar ou expor dúvidas, que publicaremos e responderemos o mais rápido possível.

Atenção: Serão excluídos os comentários contendo propagandas e também aqueles que faltem com o respeito e educação a qualquer usuário do Blog ou, os que venham induzir nosso leitor a acessar conteúdos impróprios e eticamente não recomendados. Desde já, agradecemos sua participação!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...