Muito Obrigado pela visita! Aproveite para se cadastrar gratuitamente como seguidor(a).

Aqui em nosso Blog você vai encontrar mais de 400 artigos relacionados com a Matemática e Educação. Acesse e compartilhe!
Hoje é


Conheça algumas preciosas dicas de inovação que o professor deveria utilizar em sala de aula - Para acessar: →

Translate

terça-feira, 19 de abril de 2016

Ética!

Considerações sobre a Ética!
Começamos esta discussão provocando nosso leitor com a seguinte pergunta: Você acha ético os pais transferirem para a Escola a obrigação ou a função de educar as crianças? Acreditamos que a grande maioria vai afirmar que não, mas isso não vem ocorrendo com grande parte dos pais ou responsáveis, os quais de maneira equivocada, e por diversas razões, infelizmente estão transferindo essa responsabilidade antiética para as instituições de ensino. 
A ética é uma palavra de origem grega que é derivada de ethos, e diz respeito as leis do Direito, aos bons costumes e aos hábitos dos homens. Ela também está ligada profundamente com a compreensão das noções e dos princípios que sustentam as bases da moralidade social e da vida individual e em grupo. Seria uma grande utopia afirmar que podemos viver digna e honestamente sem ética, pois nossos hábitos e costumes, estão norteados por seus princípios e sustentados por suas leis. Este importante princípio está ancorado diretamente no direito e pelo fato de que somos todos iguais perante a ela. Sabemos que a Ética também está presente nas leis da Lógica, assim como nos ensinamentos de Direito e Filosofia. Muitos consideram a ética como uma discussão filosófica, enquanto que o direito trata dela como uma discussão jurídica. É certo que a conduta pertence a uma discussão sobre a ética ou falta dela, e não é o seu conteúdo ou essência, mas sim a forma pela qual os assuntos são abordados. Portanto a discussão filosófica tratada pela ética sempre é mais abstrata e a jurídica decorre de um comportamento mais concreto.

Numa abordagem ética analisamos sempre o ente, sem que este esteja associado a qualquer caso concreto. Por exemplo, no caso do estudo do aborto, não existe crime em certas circunstâncias, ou seja ele não existe quando for separado de uma circunstância fática. A discussão ocorre, portanto, somente no campo das idéias e abstrações. O critério ético neste caso é sempre defendido com maior ênfase pela certos setores da sociedade, como a religião e a igreja, enquanto que muitas vezes ele não é considerado crime pelas leis que constituem o Direito. Veja que no caso citado acima, embora não seja ético transferir a responsabilidade de educar para a escola, isso não caracteriza uma penalidade jurídica de fato na prática.


Ética na Matemática!
A Matemática, incluindo a Lógica Matemática são consideradas disciplinas baseadas no raciocínio lógico e nos princípios científicos norteados por uma ética clara e evidente, pois suas conclusões, regras e leis nunca devem ser burladas ou usadas em questões duvidosas ou escusas. Um exemplo evidente desse fato foi a universalização e padronização das unidades de medidas, evitando as distorções no comércio internacional e possíveis abusos de preços.  Hoje, infelizmente temos visto muitas "pseudo leis" consideradas antiéticas, como a "lei do mais esperto" ou daquele que se baseia na Lei de Gérson ou seja, ele sempre "quer levar vantagem em tudo, não se importando se isso será conseguido através do uso de artifícios e até atitudes antiéticas", onde são comuns termos governantes desonestos, grandes empresas que se envolvem em pagamentos de propinas, para levar vantagens comerciais. E ainda, encontramos comerciantes inescrupulosos, como Bancos, Lojas, Posto de combustíveis e serviços que lesam seus clientes menos avisados ou aqueles que não fazem suas contas com as taxas de juros abusivas, lojas que não dão desconto quando a venda for a vista, ou seja praticando os mesmos preços a prazo e a vista, certamente porque estão ganhando mais com taxas abusivas e desonestas.  
Embora, muitos digam que a Matemática não está normalmente conectada à emoção e por isso é considerada por alguns, como fria, calculista e até austera, todos deveriam ter os conhecimentos mínimos para nunca serem lesados por pessoas oportunistas e inescrupulosas.

A Moral, a Ética e a Matemática! 






O que você acha? Até onde uma declaração Matemática, com base em uma teoria e fatos comprovados e científicos, que expressa um fenômeno emocional pode ser omitido? Será que isso fere os princípios da ética objetiva da moralidade ou não? Por exemplo, se um governante fosse devidamente informado de que haveria uma grande colisão de um asteroide com nosso planeta e que poderia nos dizimar, comprovado cientificamente, isso poderia ser omitido de toda população. Ou, se você soubesse, que uma pessoa próxima tivesse apenas 1% de chance de sobreviver, e nos fosse perguntado, o que faríamos? Todos estes fatos são discutíveis e geram polêmica em suas respostas.  A lógica aplicada na Matemática nos diz que um fato é verdeiro ou falso e nunca será os dois ao mesmo tempo. 

Muitas vezes usamos as ciências, a política, argumentando a nosso favor e arrumamos aquele famoso "jeitinho brasileiro" para ajustar as coisas. Veja no caso do impeachment da Presidenta Dilma aqui no Brasil que vem agitando toda sociedade, com debates acalorados, onde aqueles que são favoráveis usam as estratégias e argumentações para defenderem seu ponto de vista, enquanto que os que são contra, respondem que o fato se trata de um processo irregular e inconstitucional. Deveríamos redefinir o que é "certo" e "errado" usando uma fórmula matemática?
Quem já estudou Lógica sabe que um determinado problema, seja matemático, emocional, político, etc. deve ser analisado do ponto de vista ético. No caso político citado, parece que estamos diante de um verdadeiro paradoxo, ou seja, ele é considerado falso e verdadeiro ao mesmo tempo. Vemos então que existe também o comportamento tratado como uma abordagem ética subjetiva? Mas, nas ciências, assim como na Matemática, isso é impossível de ocorrer. Para estes casos, somente um tribunal deve arbitrar sobre quem tem razão, enquanto que isso nunca ocorre na Matemática, pois suas leis, teoremas, etc. estão baseados em fatos científicos comprovados e inquestionáveis.

Estudos dizem que muitos filósofos recentemente têm buscado analogias entre a matemática e ética para tirar suas conclusões. Por exemplo, eles vêm enfatizando que tanto o matemático quanto o agente moral não pode invocar os princípios gerais para conduzir seu raciocínio. Outros argumentam que as objeções relativistas para uma ética objetivista funcionaria igualmente bem contra uma matemática totalmente objetivista. Muitos argumentam que enquanto a ética funciona de modo objetivista e tende a evitar consequentemente a matemática, considerando que as tentativas redutoras são usadas para substituir a ética por outra regra considerada de cunho matemático.

Se fizermos o uso equivocado de uma sistematização precoce, podemos ocultar a verdade em filosofia, e dessa forma estaremos atrasando a sistematização por muito tempo com resultados igualmente prejudiciais.

A Ética dos Professores no Ensino de Matemática!
Todos os educadores, inclusive os matemáticos sabem que as questões e conteúdos tratados em suas aulas, sejam nos ditados, nas provas, nos conteúdos escritos e falados em sala de aula, devem sempre observar os critérios bem aceitos de ética, ou seja, são totalmente proibidos todas formas de tratamentos que possam discriminar os negros, as pessoas homo afetivos e toda espécie de bullyng entre os alunos e demais envolvidos no processo de ensino e aprendizagem.

Quando focamos o lado profissional, temos conhecimentos de que quase todas empresas têm seus códigos de ética, onde são informados a todos seus colaboradores ou empregados, o que é aceito e proibido, cujas orientações e normas devem ser seguidas e respeitadas por todos, sendo que em caso de descumprimento, pode ocasionar punições e até mesmo a demissão dos envolvidos.  No campo escolar, encontramos alguns educadores, inclusive muitos que atuam no ensino de Matemática, e são chamados Professores Algebristas, ou seja aqueles que não usam da ética para ensinar, pois consideram seus alunos meros coadjuvantes ou ainda pessoas que nada sabem, enquanto que eles se consideram verdadeiros gênios da disciplina em questão. Se quiser saber mais sobre este fato, não deixe de acessar nosso artigo chamado: O Algebrismo na Matemática!  

CONCLUSÃO!
Quando falamos em educação, fica evidente que a função de educar deveria ser dos país e à escola cabe a importante obrigação de ensinar. Mas, infelizmente não é isso que ocorre no cotidiano. Na nossa modesta opinião, hoje vemos conflitos éticos importantes, seja na educação, nos governos, na política, nas empresas que formam cartéis, com a conivência e participação criminosa de governantes corruptos. Todos estes fatos se explicam pela falta de Ética e das leis da Lógica que estão sendo esquecidas, infelizmente por muitos brasileiros, que deveriam zelar para que ela fosse respeitada por toda nossa sociedade. Qual o exemplo de educação que fica aos nossos alunos e aos mais jovens? A Ética é tão importante a todos, pois suas leis, regras e fatos, sejam científicos ou não, devem sempre e constantemente serem respeitados e observados. Talvez seja a hora de instituirmos em nosso currículo do ensino fundamental e médio, aquela antiga disciplina chamada Educação Moral e Cívica, que muito nos ensinava, sobre a ética, o respeito, o civismo, entre outras virtudes que hoje estão esquecidas infelizmente. 
Atenção!
Caso tenham gostado do artigo, compartilhe com seus amigos e pares. Para isso, sugerimos usar o atalho para as redes sociais que estão disponíveis ao final do post, ou se preferir indique nosso endereço aos mesmos.
Se ficou com dúvidas, ou quiser deixar seu comentário para sugerir, elogiar, criticar, use o espaço para comentários, também presente ao final do texto.
Finalmente, agradecemos a visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficou alguma dúvida sobre a postagem acima ou quer deixar uma sugestão?
Escreva seu comentário no espaço apropriado, seja para elogiar, criticar ou expor dúvidas, que publicaremos e responderemos o mais rápido possível.

Atenção: Serão excluídos os comentários contendo propagandas e também aqueles que faltem com o respeito e educação a qualquer usuário do Blog ou, os que venham induzir nosso leitor a acessar conteúdos impróprios e eticamente não recomendados. Desde já, agradecemos sua participação!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...