Muito Obrigado pela visita! Aproveite para se cadastrar gratuitamente como seguidor(a).

Todo bom professor ensina, mas também aprende com seus alunos! Conheça aqui mais de 400 artigos relacionados com Educação e a Matemática. Acesse e compartilhe!
Hoje é


Quer aprender Raciocínio Lógico, realizando muitas atividades e estudando sozinho? - Para acessar: →

Translate

segunda-feira, 4 de abril de 2016

O que os pais devem fazer para ajudar os filhos na Escola?

Você sabe o que os pais devem fazer para ajudar o aprendizado de seus filhos na Escola?
Todos nós sabemos que a participação dos pais e demais membros da família na vida escolar das crianças sempre foi e continua sendo de fundamental importância para o sucesso da aprendizagem destes pequenos alunos.  Contudo, existem maneiras mais adequadas para que isso seja feito, para não sufocarmos desnecessariamente a criança, porque sabemos que ela deve ter liberdade para brincar, fazer suas amizades e se relacionar com seus pares, e isso também faz parte do seu aprendizado, pois ela vai levar esta experiência para o resto da vida. Mas como isso deve ser feito sem que eles se sintam prejudicados ou incomodados e o resultado seja o esperado?
Nosso objetivo aqui é passar algumas dicas importantes de autoajuda para você resolver o problema de forma coerente e que o resultado seja bem aceito por todos. O apoio dos pais na formação escolar e a manutenção de um bom ambiente familiar, sempre deve acenar positivamente como uma extensão da escola, e considerados fatores indispensáveis para o desenvolvimento educacional das crianças. A família pode e deve colaborar de várias maneiras, sempre trabalhando conjuntamente com a equipe escolar, se posicionando segundo muitos educadores e especialistas do ramo, da seguinte forma:






1) A mais importante ação que você deve realizar é acompanhar a frequência ou assiduidade, ou seja impedindo que seu filho falte excessivamente às aulas, exceto em caso de doença;

2) Procure saber das regras da escola, qual é o horário de entrada e saída das aulas, se existe alguma tolerância em caso de atraso, o que o aluno pode ou não levar na escola, por exemplo, se é proibido o uso do celular, da calculadora, etc. Se for você quem vai levar a criança para a escola, procure fazê-lo sem atrasos, mas se o transporte for compartilhado, investigue o prestador deste serviço ou a empresa responsável com antecedência para evitar possíveis transtornos com o serviço. Muitas instituições de ensino têm suas regras por escrito, cujo documento com estas atribuições é distribuído aos pais e responsáveis no início do ano letivo;

3) Nunca deixe de participar das atividades e reuniões propostas por sua escola. Procure sempre participar destes eventos, os quais são periódicos, analisando a frequência, as notas, e demais avaliações de seu filho. Se tiver dúvidas, procure a equipe escolar para prestar esclarecimentos, fale, discuta e tire suas conclusões;

4) Observe se a criança goza de boa saúde física, psicológica e mental, tais como: observe se ela fala, ouve e enxerga bem, analisando a letra no caderno, se ela segue as linhas de forma retilínea, se não apresenta problemas psicológicos, ou se tem certas dificuldades como, déficit de atenção, dislexia, etc. Por exemplo,  existe uma dificuldade ou distúrbio da fala chamada de dislalia, que nada mais é do que a troca de fonemas (sons das letras), e que pode afetar também a escrita, mas isso somente um profissional da saúde é que pode avaliar;

5) Se notar que seu filho não quer mais frequentar a escola, vive com medo, procure saber o motivo, como se ele sofre bullyng, discriminações, entre outras. E, leve ao conhecimento da equipe escolar para tomar as devidas providências em caso positivo, ou ajudá-lo a resolver qualquer problema correlato; 
  
6) Converse sobre o cotidiano da escola com seus filhos, procurando saber o que foi ensinado naquele dia, se o professor sugeriu tarefa ou atividade extra classe, mande bilhete ao professor para saber mais detalhes sobre o rendimento escolar, etc.;

7) Procure ter informações de qual tipo de trabalhos foram sugeridos pelos professores, se para entrega individual ou em grupo com os colegas e acompanhe a realização antecipadamente. Seja exigente e honesto, pois muitos alunos simplesmente copiam os conteúdos da internet, como trabalhos e outras atividades, e isso em nada ajudam na aprendizagem;

8) Verifique rotineiramente o caderno do seu filho, de preferência diariamente, analisando a letra, a organização, etc., e investigando se ele anota os conteúdos, se realiza as atividades propostas, qual a nota ou avaliação do caderno para atividades, etc.;

9) Incentive as crianças para hábitos saudáveis como ler e escrever diariamente ou no mínimo periodicamente. Uma boa ideia é ler uma história adequada para seu filho, ou sugerir que a criança leia para você ouvir uma história, um conto infantil, ... Sugira a leitura de um livro por semana, mensalmente, leitura de jornais e revistas infantis também são aconselhadas, etc.;

10) Nunca esqueça de elogiar o desempenho e a dedicação aos estudos, como após ter conseguido uma boa nota na prova, ou ter sido aprovado no final do ciclo do ano letivo, etc. Para incentivar isso é extremamente importante dizer Parabéns, recompensar com um passeio, uma viagem de férias, aplaudindo de alguma forma este ato. Contudo, ocorrendo o oposto, ou seja, quando seu filho obteve nota baixa na prova, ou foi repreendido por indisciplina, se foi reprovado no ano letivo, etc. é preciso haver uma punição correspondente e proporcional, como ficar sem internet, ficar sem sair com os amigos durante um determinado período, não ganhar aquele almejado presente, etc.  Pense nisso!

11) É claro que devemos ter cuidado ao ajudar nos estudos de preparação para as provas, mas deixamos claro que o estudo em casa deve ser feito rotineiramente ou todo dia, reservando um tempo diário e compatível, e não só estudar no período de avaliações escolares.

12) Finalizando, procure ter um feedback da vida escolar e pessoal de seu filho, procurando saber qual seu comportamento, o que faz nas horas vagas, como no recreio para lanches, verificando se suas amizades são saudáveis, pois de nada adianta orientar, esclarecer e quando ele tiver contato com terceiros, estes virem a distorcer ou ensinar o oposto do que falamos nesta matéria. Se tiver conhecimento de que isto esteja ocorrendo, peça para a direção escolar que mude de sala, se necessário até de período, ou em caso extremo que comprove maior gravidade, muitas vezes pode ser necessário até a mudança de escola, mas tudo deve ser avaliado sempre com o acompanhamento de profissionais competentes e dos gestores escolares, etc. 

CONCLUSÃO!
Finalizando, enfatizamos que estas dicas são muito importantes para o sucesso escolar e elas foram sugeridas por muitos especialistas com vasta experiência em Educação, mas segundo eles, cabe à própria escola e somente a ela, a função de implementar o aprendizado escolar. Aos pais e responsáveis, cabe a importantíssima função de acompanhar o desempenho, prestar suporte e dar o devido apoio para que o aprendizado seja coerente e otimizado. Quando trabalhamos juntos, alunos, escola e país, com certeza haverá uma probabilidade enorme de obter o tão sonhado sucesso no aprendizado. Nunca devemos esquecer de que as crianças pequenas e os adolescentes aprendem muito mais com o exemplo do que com simples palavras. De nada adianta falar não faça isso, ou aquilo, nunca minta, etc., e os pais, por exemplo, pedirem em certas situações indesejadas, esconderem a verdade dizendo para seus filhos omitirem que eles não estão em casa, quando não querem atender determinadas pessoas, etc. Em outra matéria já publicada com muito sucesso em visualizações neste espaço, falamos do amor que devemos ter para com nossos filhos no artigo chamado: Educar é também dizer NÃO! que trata-se de uma grande verdade que é saber dizer Sim, mas também dizer Não quando for necessário, pois isso faz parte da educação que repassamos aos nossos filhos. Se você não educar adequadamente, os falsos "amigos da rua", o pedófilo, o traficante, etc. vai agradecer e ele com certeza vai ensinar o errado e quando você menos esperar, talvez seja tarde para consertar sua omissão neste momento. 
Se você quer saber maiores detalhes sobre o ensino infantil, acompanhado de sugestões e preciosas dicas para alavancar o aprendizado nesta fase escolar, não deixe de acessar nosso marcador chamado: Ensino Infantil.
Atenção!
Se ficou dúvidas sobre a matéria, deixe seu recado no espaço reservado logo ao final do texto que vamos elucidar no menor prazo possível. Use este mesmo canal para criticar, elogiar ou sugerir outros assuntos. Se quiser deixar sua experiência sobre o assunto, temos certeza de que será muito bem aceita e pode ajudar muito as pessoas que passam por problemas educacionais com seus filhos.
Pedimos sua ajuda na divulgação deste espaço, compartilhando nossos artigos com seus amigos e pares. Para isso, use o atalho para as redes sociais que se encontram ao final deste post ou indique nosso endereço a eles. Talvez uma pequena atitude como esta de compartilhar possa encontrar pessoas que estão passando por algum problema de relacionamento com seus filhos e quem sabe pode representar uma luz, ou uma grande ajuda e quem sabe até salvar uma vida em desesperança. Finalizando, agradecemos a visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficou alguma dúvida sobre a postagem acima ou quer deixar uma sugestão?
Escreva seu comentário no espaço apropriado, seja para elogiar, criticar ou expor dúvidas, que publicaremos e responderemos o mais rápido possível.

Atenção: Serão excluídos os comentários contendo propagandas e também aqueles que faltem com o respeito e educação a qualquer usuário do Blog ou, os que venham induzir nosso leitor a acessar conteúdos impróprios e eticamente não recomendados. Desde já, agradecemos sua participação!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...