Agradecemos sua visita. Aproveite e cadastre-se gratuitamente como seguidor(a).

Aqui a Matemática é Simples e Descomplicada! Acesse, comente e compartilhe nossos artigos.
Hoje é


Conheça Toda Matemática que é Cobrada no Exame ENEM! - Para acessar: →

Translate

terça-feira, 18 de outubro de 2016

O Futuro do Planeta Terra!

Gostaríamos muitíssimo de dar aos leitores, notícias mais animadoras sobre o futuro de nosso planeta, mas infelizmente não é isso que podemos fazer. Não queremos assustar ninguém, mas nosso planeta, assim como todos os demais corpos celestes que fazem parte do sistema solar, e no qual habitamos têm prazo de validade, ou seja, algum dia vão se extinguir e acabar. Segundo cientistas que são especialistas no assunto, um dia no futuro quem sabe distante, ele vai morrer e está previsto que deve durar ainda por cerca de cinco a oito bilhões de anos. Muitos dizem que o Sol, que é a astro que nos mantem presos em sua órbita pelo efeito das forças da gravidade, estaria na metade de sua vida útil e assim que acabar seu estoque finito de hidrogênio, de hélio e demais gases que o mantem ativo, ele vai se desintegrar, transformando-se talvez num pequeno planeta anão, enquanto que todos os demais planetas que se mantem ligados ao sistema solar irão consequentemente se desintegrar ou afastar e possivelmente se perder nesse imenso e polêmico "infinito" universo.

Segundo estudos já publicados, foram efetuados cálculos recentes por dois grandes astrônomos chamados Klaus-Peter Schroeder, da Universidade de Guanajuanato, no México, e Robert Connon Smith, da Universidade de Sussex, na Inglaterra, que nos dizem que, caso não haja interferência considerável de fenômenos naturais, dentro de 7,59 bilhões de anos, o nosso planeta Terra deverá ser arrastado de sua órbita, provocado por um sol vermelho e inchado, e que ela poderá entrar em uma espiral que resultará em sua desintegração final, quando então resultarão apenas vestígios da Terra em forma de gases resultantes por esse temido fenômeno físico.

Sabemos que o Sol nada mais é do que uma estrela que nasceu ou que de alguma forma se desenvolveu, fixando-se em nossa galáxia chamada de Via Láctea, há mais de 4,5 bilhões de anos, atraindo para si todos os planetas que conhecemos e que fazem parte dessa enorme galaxia, integrando-se também nesse aglomerado, centenas de bilhões de estrelas. Sabe-se que a galáxia mais próxima da Terra, a chamada Andrômeda, está localizada a cerca de 2,54 milhões de anos-luz de distância da Terra e contém cerca de um trilhão de estrelas. E, ainda que existem nesse desconhecido universo, bilhões, trilhões, ou quem sabe, um número incontável de galáxias, cada uma com os seus bilhões ou trilhões de estrelas. O fato é que o universo, segundo estudiosos está se transformando e expandindo, ou seja, a cada instante nascem e morrem estrelas, comparado com um espetáculo pirotécnico que ficaria impossível de fazermos precisamente qualquer imaginação real. Diante desse fato, é muito fácil prever que algum dia num futuro bem distante, nosso planeta e até quem sabe nossa galáxia poderia se transformar ou mesmo ser extinta do universo pelas próprias forças da natureza.

Qual seria o tamanho real da nossa Terra?






O tamanho da Terra é maior que Vênus, Marte, Mercúrio e Plutão (não é considerado mais planeta, apenas um plutóide por ser pequeno demais) e menor que Júpiter, Urano, Netuno e Saturno. Ela tem exatamente 12756 metros de diâmetro, mas é de tamanho pequeno quando comparada com os demais astros do sistema solar. Quando pensamos em nosso planeta inserido dentro desse "infinito" universo, ele ficaria reduzida proporcionalmente a um imperceptível grão de areia ou um pequenino ponto luminoso quando estiver sendo iluminada pelo sol. E nós, como seres humanos que habitamos nesse minúsculo planeta perante a imensidão do universo, certamente estamos proporcionalmente reduzidos a talvez um nada. Talvez um pouco mais que nada, considerando a capacidade que temos de reconhecer a nossa insignificante pequenez, diante da grandiosidade incomensurável do Universo. 
Ainda não estamos perdidos porque felizmente existe uma estrela chamada Sol que enquanto se manter ativa e brilhando, não deixará com que nenhuma de suas estrelas, incluindo a nossa Terra se dispersem por esse vasto universo.

Mas, essa estrela maior chamada Sol, assim como as demais estrelas auto-gravitantes, composta por muitos gases como: hidrogênio, hélio, e cujas reações e explosões em seu interior provocam uma "inesgotável" fonte de energia extremamente importante para a vida na Terra, mas infelizmente sua duração tem um tempo de vida limitado, assim como os demais astros e estrelas do Universo. Segundo muitos estudiosos, daqui a cerca de cinco a oito bilhões de anos, o Sol, se não houver interferências bruscas, inclusive causadas pela mão do homem, irá esgotar seus estoques desses gases e de hidrogênio, e começará a se contrair, perdendo massa, até se transformar numa estrela anã. E enquanto isso, a maioria dos planetas vão se afastar e talvez perder-se no espaço, circunstância em que nossa Terra poderá infelizmente ser aniquilada, tragada pelo Sol e que fatalmente será o fim do sistema solar, e o fim da Terra, inclusive dos demais planetas que fazem parte desse sistema, inclusive o fim de tudo que restar e conseguir sobreviver em nossa galaxia.

Quanto tempo de vida ainda nos resta e porque o futuro da Terra está em nossas mãos? 
É muito difícil avaliar isso, porque depende do clima, da interferência do homem e mesmo de outros fenômenos imprevisíveis, como por fenômenos de colisões inter-estelares, etc. Quem sabe, ainda teremos alguns milhões de anos ou talvez nem um milhão de anos, se considerarmos o ritmo crescente e acelerado de devastação que infelizmente ainda praticamos em nossa Terra, destruindo a natureza, aniquilando ecossistemas, poluindo a atmosfera, contaminando o solo, os rios, os mares, etc., provocado pela ganância de muitos líderes, povos e países que vivem como donos do mundo e ignoram as consequências que poderão advir de seus absurdos atos de tamanha irresponsabilidade.

Supondo num cenário positivo que tudo fique como está, que o sol continue ativo, iluminando suas estrelas e todos planetas mantendo suas órbitas de forma normal, ainda assim, não sabemos como será nosso clima daqui a alguns milhões de anos, pois nossa temperatura está aumentando gradativamente, as geleiras do planeta vem derretendo-se em proporções consideráveis, o nível dos oceanos continuam se elevando, e os nossos líderes atuais continuam agindo de forma irresponsável e acomodados, talvez esperando por um milagre ou até não prevendo pelo pior. Será que daqui a alguns milhões de anos, nosso planeta ainda continuaria habitável, tendo água suficiente, e produzindo alimentos saudáveis, acho muito pouco provável.
  Por essa altura o Sol estará muito mais luminoso e a Terra muito mais quente. Os oceanos ter-se-ão evaporado e até os Himalaias estarão derretidos. Não haverá sítio humanamente possível de visitar, só Dante e o seu inferno. A morte do planeta Terra. Do nosso pálido ponto azul.
Atualmente assistimos o desespero com que muitos lideres e cientistas estão se debruçando, esticando seus olhos em direção ao espaço, gastando fortuna de bilhões de dólares, à procura de planetas habitáveis em outras galáxias para quem sabe serem utilizados num futuro incerto e imprevisível. Assim, eles esperam, conseguirem berços para ser utilizados pelos possíveis remanescentes da humanidade, para quem sabe povoar um novo planeta, explorar todos os seus recursos, construindo novas cidades e fábricas, para depois novamente devastar, poluir, contaminar e numa nova fase futura, procurar por outro planeta habitável e começar um novo ciclo de uma forma interminável.

CONCLUSÃO!
A nossa Terra e sua natureza quando estiver sendo agredida em forma de desmatamentos, agredida por poluentes de toda ordem, nos responde de alguma forma, podendo vir como vendavais, furacões, tsunamis, terremotos, maremotos, etc. e as consequências são muito graves, pois podem devastar cidades, destruir a própria natureza. Acreditamos que o nosso planeta encontra-se totalmente desequilibrado e vai se recompor num grande prazo de tempo, mas a vida humana daqueles que foram ou que poderão ser atingidos nunca mais será recomposta. Então, seria de bom grado tratar nossa Terra, assim como a natureza de uma forma amigável, respeitando-a e promovendo seu equilíbrio, para não incorrermos em erros como muitos que verificamos nesse exato momento.

Se gostou do artigo, pedimos que compartilhe com seus amigos e pares. Para isso, sugerimos que use o atalho para as redes sociais que estão presentes ao final do texto ou que indique nosso endereço aos mesmos.


Qualquer dúvida sobre o texto, ou até mesmo para deixar sua opinião, use o espaço para comentários, que teremos o maior prazer em responder e publicar. 

Finalizando, agradecemos o leitor pela visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficou alguma dúvida sobre a postagem acima ou quer deixar uma sugestão?
Escreva seu comentário no espaço apropriado, seja para elogiar, criticar ou expor dúvidas, que publicaremos e responderemos o mais rápido possível.

Atenção: Serão excluídos os comentários contendo propagandas e também aqueles que faltem com o respeito e educação a qualquer usuário do Blog ou, os que venham induzir nosso leitor a acessar conteúdos impróprios e eticamente não recomendados. Desde já, agradecemos sua participação!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...