Obrigado pela visita. Cadastre-se gratuitamente como seguidor(a)!

"O céu deve ser esférico, pois a esfera, sendo gerada pela rotação do círculo, é, de todos os corpos, o mais perfeito". (Aristóteles)
Hoje é


Faça Nosso Teste de Inteligência Grátis em Poucos Minutos e Conheça na Hora o seu Perfil! - Para acessar: →

Translate

sábado, 15 de outubro de 2016

O Relógio de Verão e a Matemática!

Qual Relação que Existe entre o Relógio de Verão  e a Matemática?
Conforme todos podem observar, o sol brilha durante um enorme período de tempo no Brasil, sobretudo em alguns meses do início do ano e em grande parte do segundo semestre, e dessa forma, porque não aproveitarmos dessa importante fonte de energia, e sempre da melhor forma possível. Apesar de termos abundância de energia solar, a qual está disponibilizada gratuitamente a todos, ainda não conseguimos explorar adequadamente essa fonte natural energética, talvez por falta de investimentos, falta de incentivo ou até de conhecimento sobre ela. Todos nós, sem exceção, estamos de alguma forma utilizando dos relógios convencionais para marcar o tempo e assim facilitar o agendamento dos nossos compromissos ou das atividades cotidianas, participando de reuniões, indo ao trabalho, à escola, festas e outros compromissos, e isso vem ocorrendo desde os tempos remotos. Sabe-se que os povos e civilizações antigas utilizavam-se satisfatoriamente do relógio do sol para promover a agricultura, marcando seus compromissos, realizando seus afazeres, como utilizar certos períodos adequados para plantar, colher, mantendo-se horários mais propícios para caçar, pescar, sendo que eles conheciam tais horários pela sombra que era refletida das árvores, animais, etc. Muito utilizado pelos povos antigos, entre eles com destaque pelos Egípcios, o relógio de sol é o mais antigo objeto usado pelo homem para medir o tempo, e naquela época ele funciona observando-se a mudança de posição e o comprimento das sombras projetadas pelo Sol nos diferentes períodos do dia. Eles inicialmente eram compostos por apenas por um pilar, chamado gnomon, e que podiam mostrar as duas metades do dia para facilitar sua leitura. Quem estudou trigonometria certamente vai se lembrar como o estudo das sombras e seus comprimentos foram importantes no desenvolvimento desta parte da Matemática e que também possibilitou aos astrônomos e navegadores antigos desenvolverem satisfatoriamente a navegação e o descobrimento de muitos continentes, entre eles destacamos a América e o nosso querido Brasil.

Apesar de ser uma tecnologia muito antiga, o relógio de sol ainda é muito utilizado nos dias de hoje nas praias e em muitas áreas abertas pelo mundo inteiro. 

CONSIDERAÇÕES SOBRE O HORÁRIO DE VERÃO ADOTADO NO BRASIL
O horário de verão foi adotado no Brasil já há muitos anos, e hoje faz parte do calendário brasileiro, sendo previsto em lei, mas existe muitas pessoas que não o aprovam pelos transtornos que ele poderia provocar na rotina de vida de algumas dessas pessoas que seriam mais sensíveis aos impactos dessa nova rotina causada por fatores biológicos de adaptação. Positivamente, sabemos que ele pode ser utilizado para economizar cerca de R$ 147,5 milhões. Então, com esse principal objetivo, o governo brasileiro novamente o está implementando, e deve se iniciar a partir da meia-noite deste próximo sábado dia 15 de Outubro de 2016.  Segundo fontes do governo, esse valor representa o custo a ser evitado nas usinas térmicas por questões de segurança elétrica e atendimento à ponta de carga no período de vigência do horário de verão.
O horário de verão entrará em vigor no próximo domingo (16) atingindo apenas dez estados mais o Distrito Federal, ou seja, ele vale para os estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Espírito Santo, além do DF. Por isso, os moradores desses lugares devem adiantar os relógios em uma hora durante esse período citado. A previsão é de que esse horário de verão vai durar até o dia 19 de fevereiro de 2017.

O horário de verão é usado basicamente para minimizar a sobrecarga de consumo de energia elétrica durante alguns picos diários. Entendemos que as horas de maior consumo de energia se dá no final da tarde do dia, quando as pessoas chegam em suas casas e utilizam o chuveiro elétrico, a TV, o ferro elétrico, e outros equipamentos eletrônicos, aumentando a demanda de energia. Assim, durante o horário de verão, existe um maior aproveitamento da luz natural e faz com que as lâmpadas de casas, indústrias, espaços comerciais, ruas e espaços públicos sejam ligadas somente em horários mais tarde, quando o pico de consumo já diminuiu. Dessa forma, evita-se uma enorme sobrecarga do sistema de distribuição de energia durante esse período de maior consumo.

Entre os objetivos também está a redução da demanda de energia durante o horário de pico, que vai normalmente das 18h às 21h quando ocorre uma sobrecarga de consumo que pode ocasionar vários problemas de consumo e gastos. Com o horário de verão, a iluminação pública, por exemplo, é acionada mais tarde, as pessoas comuns deixarão de consumir energia, pois aproveitarão a luz natural, e assim deixando de coincidir a demanda maior juntamente com o horário de consumo da indústria e do comércio.

A Matemática  no Horário de Verão e a Redução do Consumo de Energia!





Podemos sem sombra de dúvidas fazer uma analogia interessante entre o horário de verão e o consumo de energia, com muitos conteúdos usados na matemática, seja para realizarmos previsões estatísticas, estimando porcentagens na redução de consumo, etc. Outro fato que poderia ser discutido é que a proporcionalidade do consumo que também pode ser usada, ou seja quando muitos utilizam ao mesmo tempo a energia, aumentamos consideravelmente o consumo e com isso ocorre um pico de consumo e a possibilidade de colapso no sistema fica aumentada. Dessa forma podemos dizer que quando ocorre grande utilização de energia nos horários de pico de consumo, o consumo ficaria inversamente proporcional com a estabilidade do sistema ou com a possibilidade de ocorrer um apagão de energia elétrica que já fora verificado em nosso país.

Segundo fontes do governo, nos últimos dez anos, o horário de verão adotado tem possibilitado uma redução média de 4,5% na demanda por energia no horário de maior consumo e uma economia absoluta de 0,5%. Isso equivale, em todo o horário de verão, o consumo mensal aproximado de energia de uma grande cidade como Brasília, que tem cerca de 2,8 milhões de habitantes. 

O governo explica que o horário de verão possibilita a ampliação do período de maior consumo, reduzindo o volume de carga de energia nas linhas de transmissão, nas subestações e nos sistemas de distribuição num mesmo momento do dia, o que deverá reduzir consideravelmente os riscos de apagões ou até de ocorrer um blecaute no sistema.
Como sabemos, a falta ou o excesso do consumo de energia elétrica num determinado período do dia pode causar blecautes, tais como o que ocorreu no ano de 1999, quando teria afetado dez Estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, embora não sabemos se isso foi exatamente a causa desse transtorno elétrico ocorrido naquela época.

Segundo especialistas, o risco de novos apagões acompanhado de outros problemas de consumo excessivo permanece alto, sobretudo em anos de forte calor, principalmente quando ocorrerem faltas de chuvas normais e nos estados onde verificam-se baixos níveis dos reservatórios que são utilizadas na produção de energia das usinas hidrelétricas.

Somente para elucidar nosso leitor, exemplificando estamos disponibilizando abaixo um gráfico simplificado que aponta para o consumo médio mensal de uma residencia e perguntamos: Supondo-se que a nossa conta de consumo seja durante um mês pela média de 200 kwh e a conta estimada em cerca de R$ 150,00 e quisermos saber quanto em kwh e em valor estamos gastando com nossa geladeira. Qual as contas que devemos realizar para encontrar esses valores?

Solução:
Como nossa conta é no valor de R$ 150,00, e a geladeira consome 30%, basta multiplicar 150 por 0,30 ou seja: gastamos 45,00 com esse eletrodoméstico.
Para saber o consumo, basta fazer 200x0,30 = 60 kwh.
Logo, nossa geladeira consome 60 kwh, cujo valor equivale a R$ 45,00 de nossa conta mensal.

Nossa Opinião!
O nosso parecer sobre a redução de consumo e com essa prática na mudança de horário é que, embora esse horário de Verão venha nos trazer alguma economia no consumo de energia, reduzindo riscos de apagões e blecautes e que tem ele tem sido aplicado no Brasil desde 1931/1932, com alguns intervalos, infelizmente ele poderá trazer algumas implicações em nossa saúde física, interferindo de forma frontal ao nosso relógio biológico e que pode causar problemas diversos, tais como, por exemplo com o adiantamento dos relógios em uma hora, as pessoas irão dormir antes do habitual e vão acordar uma hora mais cedo. Essa alteração do horário de sono, segundo especialistas, poderá trazer alguns prejuízos, como estado de sonolência durante o dia, insônia à noite, provocando cansaço e falta de apetite. Não sabemos avaliar se compensa expor nossa população a eventuais riscos em troca de alguma economia, quando sabemos que nosso país está mergulhado numa profunda lama de corrupção e desvios de toda ordem, principalmente daqueles que deveriam zelar para o bem de todos brasileiros. 

Positivamente sabemos que algumas pesquisas, no entanto apontam que o horário de verão pode nos afetar, ampliando o tempo de prática de atividades físicas, reduzindo o número de acidentes de carro e atingir até o período que os funcionários passam navegando na internet de forma improdutiva durante o expediente.

Fazer um balanço dos prós e contras seria muito interessante e quem sabe até consultar a população para saber a opinião da maioria dos cidadãos de nosso país seria razoável antes de adotar uma prática muito polêmica como essa. Aproveitamos para abrir espaço na forma de comentários ao final do artigo, para você opinar e deixar seu parecer sobre o assunto, enfatizando que teremos muita satisfação em publicar.

Se quiser encontrar outros assuntos e curiosidades relacionados com as aplicações matemáticas, não deixe de acessar nosso marcador chamado de Curiosidades Matemáticas e garanto que vai gostar dos artigos lá publicados.

Espero que tenham gostado do artigo e que o compartilhe com seus amigos e pares. Para isso, sugerimos usar os atalhos para as redes sociais que estão presentes ao final do texto, ou ainda indicar nosso endereço aos mesmos.

Finalizando, agradecemos pela visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficou alguma dúvida sobre a postagem acima ou quer deixar uma sugestão?
Escreva seu comentário no espaço apropriado, seja para elogiar, criticar ou expor dúvidas, que publicaremos e responderemos o mais rápido possível.

Atenção: Serão excluídos os comentários contendo propagandas e também aqueles que faltem com o respeito e educação a qualquer usuário do Blog ou, os que venham induzir nosso leitor a acessar conteúdos impróprios e eticamente não recomendados. Desde já, agradecemos sua participação!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...