Obrigado pela visita. Cadastre-se gratuitamente como seguidor(a)!

"O céu deve ser esférico, pois a esfera, sendo gerada pela rotação do círculo, é, de todos os corpos, o mais perfeito". (Aristóteles)
Hoje é


Faça Nosso Teste de Inteligência Grátis em Poucos Minutos e Conheça na Hora o seu Perfil! - Para acessar: →

Translate

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

O Segredo para Melhora da Educação Brasileira!

Qual é o segredo para melhorar a qualidade da educação brasileira?
Como ensinar quem não quer aprender? 
Ensinar e aprender pode ser um processo prazeroso para uma grande parte dos alunos, enquanto que para muitos outros é considerado uma grande tortura por vários motivos, entre eles a falta de recursos e o descrédito por que passa a escola atualmente. Existem muitas razões que levam o estudante a não acreditar na escola que infelizmente têm levado nossa educação a péssimos índices nas avaliações educacionais. Algumas pessoas realmente não gostam de estudar por razões diversas e muitos nada fazem, ou seja eles são rotulados como pertencentes da geração "nem-nem", nem estudam e nem trabalham. Segundo dados estatísticos do IBGE no ano de 2012, um quinto dos jovens que estão na faixa de idade entre 15 e 29 anos nada fazem, atingindo o número de 9,6 milhões de jovens nessas condições conforme os dados divulgados nesse levantamento, mas sabemos de antemão que esse índice estatístico infelizmente vem aumentando. Se você perguntar para qualquer criança em idade infantil, certamente ela vai estar entusiasmada e espera ansiosamente para que possa frequentar a escola e pelo aprendizado, fazer novos amigos, conhecer professores competentes e atenciosos, esperando por conhecimentos que vão receber em alguma instituição escolar. Mas, infelizmente logo no início, esses pequenos e sonhadores estudantes, muito motivados em aprender, se deparam com inúmeros problemas, tais como: superlotação excessiva de alunos (algumas salas com mais de 40 alunos), falta de estrutura escolar adequada, limpeza deficiente, pessoal despreparado, falta de materiais diversos, inclusive didáticos, professores desmotivados, alimentação inadequada, etc. e aos poucos o sonho do aprendizado se transforma numa verdadeira tortura e o que era pra ser algo prazeroso e promissor virá uma rotina indesejada e algo totalmente desmotivador. Então, começam os traumas, muitos alunos e estudantes em pouco tempo se afastam das aulas, e o aprendizado é visto de uma forma negativa, causando resultados desastrosos que todos já conhecemos.

Qualquer governo, toda escola e seus mestres desejam que os estudantes aprendam todas as disciplinas de uma forma coerente e prazerosa, pois o aluno vai necessitar desses conhecimentos ao longo de toda a vida, mas todos devem promover condições propicias para ensinar e aprender adequadamente. Existem muitos obstáculos e erros que encontramos ao londo de todo processo educacional, mas poderíamos citar alguns, como a falta de estrutura, falta de apoio dos pais ou responsáveis, professores mal preparados, indisciplina na sala de aula, entre outros que já temos conhecimento, mas destacamos abaixo os principais problemas que nos deparamos quando estivemos a frente de uma sala de aula:







1. Como ensinar quem não quer aprender?
Me desculpe muitos burocratas e alguns pseudo especialistas em Educação que infelizmente atribuem a responsabilidade ao professor e à escola como únicos culpados pelo fracasso escolar. A verdade é que ensinar àqueles que, definitivamente, não querem aprender é um grande d
esafio para o professor e toda equipe escolar. Muitas vezes encontramos alguns jovens que, além se serem analfabetos funcionais, estão desmotivados, sem perspectivas, sem aspirações e que apresentam um enorme desinteresse e uma preguiça descomunal. Talvez o maior problema da educação atual é fazer o aluno se interessar pela escola e pelo aprendizado e, conseguir isso com a enorme concorrência das mídias, entre elas, o celular, as redes sociais, o wattsapp, a televisão, a internet, etc. não é tarefa nada fácil. Muitos dizem que para o aluno se interessar pelo estudo e aprendizado é preciso inovar, ou seja, mudar a forma de dar aulas e promover o aprendizado, ou seja, incorporando tudo isso na aula. O grande desafio para o professor é falar uma linguagem que o discente atual entenda, usando essas mídias de alguma forma pára motivar e criar condições favoráveis ao aprendizado. Alguns especialistas dizem que usar essa linguagem não é aconselhável, mas veja que ela é uma forma de comunicação importante usada pelos jovens atuais, a qual pode ser usada com as devidas ressalvas, restrições e considerações e que se for para promover qualidade no aprendizado, deveria ser incorporada no ambiente informal do processo ensino e aprendizagem.    

2. Preconceito!
O grande preconceito que o aluno já trás de sua casa, onde seus amigos, pais e pessoas mais velhas, que não tiveram sucesso com o aprendizado na escola, e que relacionam equivocadamente o ato de aprender e estudar como algo enfadonho, aterrorizante, processo difícil de se assimilar, os quais dizem que muitas matérias escolares, entre as quais a Matemática que seria a responsável por reprovações e que por isso tiram o sono de muitos estudantes. Quando uma criança recebe um estímulo negativo precoce e antecipadamente, fica evidente que isso cria um clima desfavorável ao aprendizado, pois esse ato estaria relacionado com o lado negativo da escola. 

3. Falta de base ao aluno!
Pensando no ensino de Matemática que é uma disciplina onde os conteúdos estão relacionados e são aprendidos numa sequência lógica de aprendizado, esse processo é ainda mais importante. Como o aluno vai aprender a multiplicação, se ele não conhece ou que não saiba a tabuada, ou que ainda não domine os números, etc. Então, para aprender matemática se faz necessário seguir uma ordem ou uma sequência de conhecimentos de acordo com a evolução do aluno. Por exemplo, para aprender Álgebra, quando começamos a operar com incógnitas, letras, etc. é necessário que esse estudante domine as operações numéricas de uma forma completa. O que sentimos é que o aluno chega ao Ensino Médio sem ter uma base de conhecimentos necessária e fatalmente não vai aprender nada mesmo, porque como aprender conteúdos mais avançados sem dominar os mais elementares e assim vemos as estatísticas apontarem esse tipo de ensino como vilão da educação. Muitos burocratas acenam com uma reforma sem sentido, que não vai acrescentar muito, pois todos sabemos que devemos saber a Matemática não porque escolhemos e sim porque ela será usada em toda nossa vida.

4. Formação Inadequada dos Professores!
É uma grande verdade, mas nossos governantes não querem enxergar por razões que preferimos não mencionar. Como que um professor que não domine a tecnologia em sala de aula pode ensinar usando as mídias, o computador, a lousa digital se ele não domine o uso desses dispositivos, com os quais nossos alunos já estão familiarizados. Hoje as escolas proibi o uso dos celulares em sala de aula, a sala de tecnologia de muitas escolas estão fechadas a chave, falta sinal de internet, etc. Muitos dizem equivocadamente que o uso da tecnologia prejudica o aprendizado porque vai distrair o aluno, mas claro que se usarmos isso a nosso favor, ou seja promovendo ações voltadas para otimizar o aprendizado, evidentemente que de forma controlada e responsável pode favorecer as relações aluno e escola. Simplesmente proibir a tecnologia na escola em nada vai ajudar no processo de aprendizagem e pode ainda distanciar a escola da realidade atual com que todos os alunos e nossa sociedade estão inseridos cotidianamente.

5. Falta apoio da família!
Se o aluno não aprende, a culpa sempre é da escola, do professor que não sabe ensinar, do diretor(a) e coordenador(a) que não dirige e coordena o processo de ensino e aprendizagem, do governo que não apoia com recursos, etc. São várias desculpas que a sociedade impõe, mas veja que se não houver a parceria, ajuda e o apoio da família, incentivando seus filhos, observando as regras escolares, exigindo a frequência escolar, cobrando tarefas e demais atividades educativas, certamente não haverá sucesso de aprendizado.

6. A culpa é do governo?
Não tenho a menor dúvida de que o maior culpado pelo fracasso escolar e da educação brasileira é do governo, pois é ele que é o responsável direto pela Educação, nomeando os diretores, gestores, ministros, secretários e administradores, os quais ganham para prestar um bom trabalho e alavancar os índices de avaliações dessa atividade no pais.  Mas, o que vemos atualmente é a falta de apoio e incentivo, alocando recursos didáticos e financeiros insuficientes, e sucateando os salários dos professores os quais precisam trabalhar em turnos intermináveis para conseguirem sobreviver. O que vemos hoje são professores e gestores escolares recebendo baixos salários, muitas vezes sendo apontados como os únicos responsáveis pela péssima qualidade de ensino praticada nesse pais. Eles se esquecem que a escola que não tenha recursos didáticos, materiais adequados, salas informatizadas e treinamento de professores para usar os recursos com eficiência, certamente não terão sucesso e melhora na qualidade de aprendizado. 


CONCLUSÃO!
É claro que existe muitas outras situações que poderão ser adotadas para alavancar o processo ensino e aprendizagem, entre elas usar o método lúdico, incorporando os jogos e as brincadeiras, promovendo uma aula fora do ambiente escolar, etc. e que cabe a cada professor(a) descobrir e aplicar no cotidiano escolar, claro que devidamente planejado e com a aprovação dos gestores da escola. 
Na nossa humilde opinião, uma boa escola deveria funcionar tal qual uma empresa ou talvez como uma agremiação esportiva, ou seja, ela deveria ser muito bem gerenciada e dirigida, para entregar resultados positivos, pois no caso oposto, ela com certeza ficaria endividada, ou ainda não conseguiria sucesso numa competição e sabemos que as deficiências e seus problemas deveriam ser corrigidos a tempo, sendo que se isso não ocorrer, a punição seria seu fechamento ou até a falência, e no caso de um time, ele poderia ser punido com o vexame do rebaixamento, quando todos seriam penalizados, atingindo seus dirigentes, técnicos, clientes, gestores, inclusive os administradores, patrões e empregados. 

Assim, quando uma escola não atingir os resultados adequados que basicamente é uma boa qualidade de aprendizado é sinal de que algo está errado e deve ser corrigido, para que as consequências não sejam prejudiciais a todos. Atualmente as consequências advindas da falta de aprendizado fica somente para os alunos que terão enormes dificuldades para arrumar emprego, resultando em maiores gastos com treinamentos sobretudo das empresas e corporações que terão maiores dificuldades em conseguir mão de obra qualificada. Hoje a escola infelizmente está entregando ao mercado e para toda a sociedade, cidadãos que não conhecem seus deveres e direitos, futuros profissionais despreparados e que muitas vezes vão prestar e realizar serviços de má qualidade, prejudicando a todos habitantes de uma nação.

Espero que tenham gostado do conteúdo e que o divulgue aos seus amigos e pares. Para isso, sugerimos usar o atalho para as redes sociais que estão presentes ao final do texto ou sugerir nosso endereço aos mesmos.

Aproveito para convidar o leitor a se cadastrar gratuitamente como seguidor do site e assim nos ajudar no fortalecimento e consolidação desse importante espaço educativo.

Finalizando, agradecemos a todos pela visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficou alguma dúvida sobre a postagem acima ou quer deixar uma sugestão?
Escreva seu comentário no espaço apropriado, seja para elogiar, criticar ou expor dúvidas, que publicaremos e responderemos o mais rápido possível.

Atenção: Serão excluídos os comentários contendo propagandas e também aqueles que faltem com o respeito e educação a qualquer usuário do Blog ou, os que venham induzir nosso leitor a acessar conteúdos impróprios e eticamente não recomendados. Desde já, agradecemos sua participação!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...