Muito Obrigado pela visita! Aproveite para se cadastrar gratuitamente como seguidor(a).

Aqui a Matemática é Simples e Descomplicada! Acesse, comente e compartilhe nossos artigos.
Hoje é


Dicas para Ensinar e Aprender Matemática com Bom Humor! - Para acessar: →

Translate

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

O Professor Amigo!

Será que é possível ser bom professor e ainda ser amigo dos alunos?
Já ouvimos falar enfaticamente que um professor para ensinar bem, não pode de maneira alguma ser amigo de seus alunos, pois essa relação poderia prejudicar o processo de ensino e aprendizagem. Será que isso é verdade ou um mito? Continue lendo o texto e ao final tire suas próprias conclusões.
Acreditamos fielmente que a amizade entre as pessoas não tem dinheiro ou preço que pague, ou seja pensamos que a amizade deve ser cultivada e conquistada, cujo respeito e sinceridade é primordial neste tipo de relação humana. Um dia desses me perguntaram: Quanto vale um amigo? Prontamente respondi: Não sei, os que tenho ganhei, não estão a venda e por isso não tem preço. Mas penso que o professor pode ser amigo e ainda ser um bom profissional, ou seja ele pode ser bondoso e amigo dos alunos, e isso não atrapalhar em nada o processo de aprendizagem. Porém de nada adianta o professor ser bonzinho e amigo, mas não ensinar seus alunos adequadamente, ou seja agindo dessa forma ele estaria sendo desonesto na profissão, pois estaria usando da amizade e da boa fé a ele destinadas, para ludibriar e enganar os alunos. Entretanto, um outro professor que seja mais exigente e que não mantenha relação de amizade com seus alunos, pode não ser amigo e ainda assim se destacar e ser um bom profissional e desempenhar suas funções com boa qualidade educacional. Mas, deixamos claro que aquele professor mais exigente, austero ou que é considerado "bravo" cria uma barreira entre si e seus alunos, e estes quando não entendem as lições podem ficar receosos em perguntar e tirar suas dúvidas e isso pode prejudicar o aprendizado. Estamos cansados de ver comunidades e grupos da internet, que agregam milhares de seguidores e que se identificam com aqueles que odeiam os professores, ou mesmo que se dizem enfaticamente ter ojeriza e ódio pelos professores de Matemática. Isso é uma mensagem clara de que essas pessoas ou alunos tiveram profissionais das mais variadas disciplinas que não foram ou não são considerados como amigos ou que simplesmente criaram um clima totalmente desfavorável ao aprendizado. 






Me lembro bem da época em que eu era ainda uma criança e brincava de bolinha de gude com meus coleguinhas na calçada, pois naquela época era muito pobre, sem recursos financeiros e nossos brinquedos eram humildes e quase sempre feito a mão artesanalmente. A pipa que soltava ao vento, era feita por mim mesmo, usando uma armação de bambu, jornal e cola de farinha, mas isso foi muito importante para a vida e ficou valendo como aprendizado. Mais tarde, quando frequentamos a escola, soubemos que a pipa também chamado por muitos de papagaio, nos ajuda na construção dos conceitos matemáticos, pois podemos ensinar e aprender a geometria de forma lúdica, desenvolvendo o raciocínio lógico e assim ir construindo, a formação do indivíduo com um trabalho cooperativo. Ainda existe a interdisciplinaridade quando podemos trabalhar o respeito pelo ambiente em que se vive, saber porque o vento é mais forte nos meses de julho e agosto em determinadas regiões, etc. Durante a construção, a pipa, é caracterizada por alguns entes geométricos como: linhas concorrentes, paralelas, triângulos, retângulos, triângulos retângulo, losangos, ângulos etc.
Notamos então, quantos conceitos da Matemática podemos trabalhar brincando e usando apenas um brinquedo como a pipa, que é muito fácil de construir artesanalmente. Portanto fica como uma dica a ser utilizada pelos professores para implementar em suas aulas e assim usar do lúdico no aprendizado, que é um recurso tão elogiado atualmente na educação em Matemática. Saber qual a melhor forma ou a maneira mais natural em que os alunos se distraem e ainda aprendem os conteúdos pode ajudar no bom relacionamento com a sala e seus alunos.


Um outro fato que me lembro foi a primeira vez que surgiu e vi uma televisão, pois somente conhecia o rádio e ficava impressionado como esse aparelho poderia receber a voz pelas ondas eletromagnéticas captadas por um simples objeto. Hoje sabemos que essas mesmas ondas podem estar relacionadas com uma senoide pura, assim como elas tem comprimento, velocidade de oscilação e uma amplitude ou energia que se mede em decibéis.  Mas, quando vi um aparelho preto e brilhante que ficava na cômoda da sala de um vizinho e que era uma verdadeira raridade para a época, a televisão preto e branco, e que este vizinho nos chamavam para ficarmos assistindo e ouvindo fascinado a novela Antonio e Maria, enquanto isso pensava um dia quero estudar e ganhar dinheiro para comprar uma igualzinha só para mim. No natal, todos ganhavam presentes do "papai noel" enquanto nós sempre ficamos esperando por ele e assim fomos crescendo e equivocadamente associamos o dinheiro com a felicidade. Quando entramos na escola, naqueles tempos era muito comum a rigidez dos professores, e eles mantinham uma distância enorme entre nós os alunos e a figura do docente, os quais aplicavam provas em que nunca podíamos nos comunicar e muito menos colar, pois seria um caso de rebeldia e o diretor(a) certamente iria nos repreender. Mas, hoje felizmente isso ficou no passado, as escolas são mais acolhedoras e democráticas, e no entanto, a qualidade do ensino decaiu muito e assim nos leva a pensar se aquele modelo de ensino poderia funcionar ainda nos dias contemporâneos.  

Hoje as relações mudaram, ficamos adultos e as crianças ainda continuam ganhando brinquedos eletrônicos, bicicletas, etc., mas, elas quando crescem querem sempre mais e assim compram carros importados, celulares potentes entre outros produtos para se sentirem valorizados e importantes. Se nosso vizinho tira um carro novo, logo queremos comprar um melhor e mais caro, se ele reforma sua casa, queremos uma reforma ainda mais expressiva em nosso lar e assim vamos vivendo, associando dinheiro e felicidade de uma forma totalmente equivocada. E, certamente aqueles brinquedos artesanais que poderiam desenvolver habilidades deixaram de existir e isso certamente prejudica ou distancia os jovens na abstração de conceitos importantes tanto de Matemática quanto de outras áreas do conhecimento. 

Mas, quando falamos que o professor deve ser amigo, não significa que ele não deva ser rigoroso e exigir o máximo de seu aluno, pois se ele confundir as coisas, o processo realmente fica comprometido. No entanto, conhecemos muitos docentes que conseguem ter um bom relacionamento com a sua sala de aula e ainda assim, conseguem ter disciplina e o aprendizado flui de forma coerente. Por isso, podemos ser rigorosos profissionalmente e ao mesmo tempo, manter um bom relacionamento com os alunos, claro que obedecendo sempre as regras da escola, deixando bem claro que na hora de aprender, as brincadeiras e conversas paralelas deverão ser deixadas de lado.

CONCLUSÃO!
Sabemos que os professores são nossos melhores amigos e que o maior prazer deles é ver o nosso crescimento intelectual e quando vencemos algum desafio, passamos no vestibular ou num concurso, eles se consideram vitoriosos também., Mas, como nós somos humanos, e já estivemos na figura do professor e do aluno, certamente cometemos muitas falhas, e que apesar disso, somos pessoas de um modo geral que lutamos para agradar a todos, embora muitas vezes erramos e inevitavelmente podemos magoar, mas sempre involuntariamente. Quando eramos alunos, talvez nosso maior erro foi querer ter a melhor educação, sem o esforço necessário para isso. Por isso deixamos claro que não existe aprendizado, mesmo estando na melhor escola, ter o melhor e mais amigo professor, se o aluno não fizer a sua parte, se dedicar e estudar, ou seja, resumidamente podemos afirmar que "não existe aprendizado sem esforço". O mesmo também vale para o professor, ou seja para ser o melhor professor é preciso muito trabalho e esforço, pois reafirmamos, não existe a figura do bom professor, se ele não se dedicar e se esforçar, planejando uma boa aula que seja rica em conhecimentos, usando um método didático rico em recursos educativos, estudando e corrigindo as falhas, fazendo cursos de aperfeiçoamento, etc.

Desculpe pelo artigo que na verdade foi escrito mais como um desabafo do que visualizamos no mundo atual, em que muitos querem o sucesso sem esforço, querem ensinar ser o melhor sem dedicação e empenho. Uma escola somente será boa se tiver bons profissionais e também bons alunos. Finalizando, afirmamos que embora o aluno não saiba, certamente o professor é seu maior amigo, como vimos nesse texto e que vale muito a pena apostar nesse relacionamento pois ele é sincero e honesto. 

Espero que tenham gostado do artigo e que o compartilhe com os amigos e pares, usando o atalho para as redes sociais que estão disponíveis ao final do post, ou divulgando nosso endereço aos mesmos. 
Se quiser deixar sua opinião sobre o assunto, deixe seu comentário ao final do texto que teremos o maior prazer em responder e publicar.

Finalizando, agradecemos a todos pela amizade e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficou alguma dúvida sobre a postagem acima ou quer deixar uma sugestão?
Escreva seu comentário no espaço apropriado, seja para elogiar, criticar ou expor dúvidas, que publicaremos e responderemos o mais rápido possível.

Atenção: Serão excluídos os comentários contendo propagandas e também aqueles que faltem com o respeito e educação a qualquer usuário do Blog ou, os que venham induzir nosso leitor a acessar conteúdos impróprios e eticamente não recomendados. Desde já, agradecemos sua participação!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...