Agradecemos sua visita. Aproveite para se cadastrar gratuitamente como seguidor(a).

Aqui a Matemática é Simples e Descomplicada! Acesse, comente e compartilhe nossos artigos.
Hoje é


Conheça Dicas Preciosas para Estudar e Fazer uma Boa Redação no ENEM! - Para acessar: →

Translate

sábado, 18 de março de 2017

A Importancia do Trabalho em Equipe em Sala de Aula!

Atualmente, cada vez mais escolas, empresas e demais corporações estão incentivando e adotando técnicas e procedimentos voltados para o trabalho em equipe. Nas instituições educacionais, o trabalho em grupo, quando são formadas equipes de estudos compostas por poucos estudantes na sala de aula, temos uma oportunidade ímpar de construir coletivamente o conhecimento, porque através dessa prática, os alunos se relacionam de modo participativo e diferenciado com o saber. É um momento de troca, em que a criança ou o adolescente se depara com diferentes percepções e evidentemente vai se posicionar e colocar seu ponto de vista, discutindo e buscando assim participar da busca pelo conhecimento. As empresas já perceberam que essa forma de trabalhar produz resultados mais eficientes e através dos departamentos de recursos humanos (RH), cobram dos candidatos e futuros empregados nos processos seletivos, essa habilidade que é saber trabalhar coletivamente ou em grupo. Essas corporações buscam ansiosamente aquelas pessoas que são capazes de trabalhar em equipe, compartilhando os mesmos interesses, em busca de soluções e dos objetivos comuns, em prol da corporação, ou sejam procuram entregar produtos e serviços eficientes e excelência no atendimento, visando sempre fidelizar clientes e assim conseguir maior produtividade e lucro. Então, saber trabalhar em equipe para atingir um objetivo comum tem se transformado num grande diferencial e uma habilidade muito procurada pelo mercado. Dessa forma, muitas lideranças buscam uma coesão em um grupo de colaboradores que se expressa através de companheirismo, do compartilhamento de informações e do senso de colaboração, expressando seus interesses comuns. 
Certa vez uma poderosa corporação querendo saber se seus colaboradores sabiam trabalhar em equipe e que trocavam informações, resolveu fazer um teste com todos. Primeiramente dividiu a turma em grupos menores de funcionários. Assim, distribuiu vários quites, um para cada grupo, com quase todas peças de uma bicicleta, sendo que em todos eles tinham duas rodas, guidão, quadro, pneus, parafusos, entre outras peças, mas em cada quite estava faltando algumas peças fundamentais para a montagem das bicicletas e que foram trocadas propositadamente entre os vários quites selecionados. Assim, foram distribuídos os quites com uma única instrução, cada equipe de funcionários deveria montar uma bicicleta o mais rápido possível, mas dentro de um tempo máximo previamente estimado. Ganharia quem conseguisse isso no menor tempo. No entanto nenhuma equipe conseguiu montar completamente a bicicleta, porque não houve a troca de informações entre eles, na busca das peças que foram trocadas, os quais só ficaram interessados em competir e ganhar. E, assim a empresa pode perceber que seus colaboradores nunca trocavam informações e conhecimentos, o que é muito válido para todos, ou seja devemos aprender a trabalhar em equipe. A lição que ficou é que trabalhar em equipe é compartilhar habilidades, trocar informações e conhecimentos em busca de realizar um objetivo comum que é conseguir entregar um produto ou serviço de forma satisfatória e no menor prazo possível. Evidentemente que podemos aplicar isso em sala de aula, verificando a participação dos alunos e visualizar se ocorre o compartilhamento de informações, buscando encontrar soluções para os problemas propostos, por exemplo na Matemática ou outras disciplinas escolares.

O Trabalho em Equipe e os Resultados na Aprendizagem Escolar! 
Note que quando focamos a escola e o setor educacional, que é formadora de mão de obra especializada, pensamos que o trabalho em grupo pode ser um grande diferencial na busca do conhecimento, mas infelizmente temos visto que aqui no Brasil, assim como em muitas outras partes do mundo, pouco disso é aplicado na prática desse tipo de habilidade que poderia produzir mais qualidade na educação.
Quando falamos no trabalho em grupo na sala de aula, os resultados para a educação e o aprendizado são ainda mais importantes porque proporcionam uma troca de informações entre os participantes e assim aqueles que sabem mais, ensinam os que pouco sabem. Mas, o professor deve ter habilidade na formação das equipes para que fortaleça essa troca salutar de aprendizado.

Para conseguir êxito nesse propósito, devemos incentivar todos os envolvidos com a educação, ou seja, os alunos, pais, professores, diretores e gestores, inclusive as instituições educacionais e de administração para incentivar os filhos na condição de estudantes, para obter as habilidades de como devemos "trabalhar em equipe", incorporando práticas como complementaridade, comunicação, coordenação, confiança e compromisso. Além de preparar o aluno para o sucesso escolar e promovê-lo no futuro em um bom profissional, o trabalho em grupo na sala de aula é uma oportunidade única de construir coletivamente o conhecimento. Por meio dessa prática, o aluno se relaciona de modo diferenciado com o saber. Assim, existe uma troca de informações entre todos os envolvidos, em que a criança ou adolescente se depara com diferentes percepções e pontos de vista e pode escolher a que melhor lhe satisfaça. Mas, devemos saber que trabalhar em equipe, não é cada grupo copiar o que o outro produziu e sim, todos trocarem informações e conhecimentos em busca do objetivo maior que é o aprendizado de algum conteúdo seja de matemática, geografia, língua portuguesa, etc.

Ao longo do século passado, pensadores como Piaget, Vigotsky e Paulo Freire mostraram que a aprendizagem depende de uma ação de mão dupla. E essa interação não se resolve pela mera passividade, ou seja o professor falando e os alunos recebendo o conhecimento sem interação. Essa forma de ensinar e aprender ficou no passado e já não produz resultados satisfatórios. Com o trabalho em um grupo pequeno de alunos, todos participam e aprendem conjuntamente, ou seja os alunos e professores trocam informações e assim ao mesmo tempo estão ensinando e também aprendendo constantemente. Cora Coralina nos diz em uma de suas mais expressivas frases: "Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina". Outro pensador notável Lao-Tsé afirmou em um de seus mais conhecidos pensamentos "Se deres um peixe a um homem faminto, vais alimentá-lo por um dia. Se o ensinares a pescar, vais alimentá-lo toda a vida". Logo, ensinar a trabalhar em equipe será uma aprendizado que o aluno vai levar para o resto de sua vida.

Muitos especialistas dizem que, aquelas pessoas que possuem a qualidade de saber trabalhar em equipe, se destacam das demais e que essa habilidade é quase indispensável para qualquer trabalhador e hoje tem se transformado numa importante exigência de trabalho. Os especialistas em RH, cada vez mais enfaticamente buscam essa qualidade, selecionando e buscando perfis de candidatos com essas qualificações, porque é notório que o trabalho em equipe, proporciona mais resultado, por agir com mais inteligência, compartilhando idéias e habilidades na busca do objetivo comum, de modo a obter maior produtividade e aprendizado.

Atualmente, vivemos em uma cultura que tende cada vez mais para a colaboração. De acordo com numerosos estudos, trabalhando em conjunto os talentos individuais se destacam e se complementam; aumentando a motivação pessoal. Assim, as pessoas que trabalham no mesmo projeto aumentam significativamente a produtividade; e a aprendizagem que é obtida quando se trabalha em equipe, é maior porque existe uma ajuda mútua e uma troca de conhecimentos e aprendizado. Da mesma forma, em sala de aula, cada vez mais devemos trabalhar esses conceitos desde a escola infantil até níveis mais elevados do conhecimento.

Na educação, a fixação de metas para toda a classe ou incorporando o trabalho em grupo poderia produzir bons frutos e resultados. E até na família deveríamos aplicar esse conhecimento pois, por exemplo, quando ocorre a distribuição de tarefas domésticas, a fim de atingir um resultado comum que é manter o lar limpo e asseado, em menos tempo e com menos esforço. Por exemplo, se cada pessoa da família ficar responsável por algumas atividades e tarefas diárias, tais como: arrumar a cama, limpar a casa, varrer o quintal, lavar a roupa, cozinhar, fazer as compras, etc. poderíamos praticar e aprender o trabalho em equipe, e o resultado seria alcançado sempre com o menor esforço.

Muitos especialistas em educação afirmam que saber trabalhar em grupo é fundamental para as escolas e que os professores deveriam levar essa prática para as suas aulas, promovendo maior participação dos alunos nas atividades e assim, aqueles que mais sabem, poderiam compartilhar com os outros que têm mais dificuldades de aprendizado. Ainda, aquele aluno mais tímido que não pergunta nada ao professor na aula, poderia ficar mais participativo com seus colegas. Se adquirirmos essas habilidades, quando somos jovens, esse conhecimento poderia ser levado ao longo de toda nossa vida.

Hoje, vemos que essa prática é muito adotada nos esportes coletivos, tais como no futebol, voleibol, basquetebol, etc., onde os aspectos mais destacados é caracterizado principalmente pela cooperação, treinamento, companheirismo, etc. Nessa situação, o domínio do espaço ou do contexto, são distribuídos funções para cada um isoladamente, mas todos com o objetivo comum que é vencer o jogo. Outro exemplo que poderíamos destacar é uma orquestra em que para executar uma sinfonia, é necessário que cada músico participante faça sua parte, e que obedeça as ordens do maestro, numa atitude de cooperação, para que atinjam o objetivo que é proporcionar uma música de qualidade. Assim, nenhum jogador vence o jogo isoladamente, pois precisa dos demais para em conjunto conseguirem êxito na partida, assim como um músico sozinho não poderia tocar todos os instrumentos ao mesmo tempo e este precisa dos demais para que a sinfonia fique completa e emocione os ouvintes.


CONCLUSÃO!







Considerando que no esporte o melhor jogador é aquele que se destaca perante os demais, porque garante o resultado na partida, erra menos, acerta mais as jogadas, participa mais ativamente das jogadas, etc. e por isso ganha mais prestígio e destaque, recebendo os maiores salários. Da mesma forma na vida, os profissionais que se destacam mais são aqueles que sabem trabalhar em equipe, ou seja, por exemplo, conseguem maiores vendas e comissões e recebem mais por isso. Mas, sabemos que ele vai precisar dos demais, por exemplo, para entregar com qualidade, ou ainda, vai precisar de bons profissionais para instalar o produto na residência de seu cliente, outros colaboradores para transportar e se relacionar com os clientes e fornecedores da empresa. E, assim todos ganham, a empresa que tem maior lucratividade, os funcionários que recebem mais por produzir mais e todos os demais que ficam com seus empregos garantidos, porque uma corporação que tem bons lucros raramente vai demitir seus colaboradores.

No entanto, essas habilidades podem ser aprendidas na escola, desde que essa instituição ensine e treine seus alunos para as práticas participativas. Sabemos que existe aquele estudante que não quer participar e que não colabora com o grupo, mas esse fatalmente será denunciado pelos integrantes da equipe e serão penalizados nas avaliações periódicas.

Espero que tenham gostado do artigo e que compartilhe nosso endereço com os amigos e pares. Para isso, sugerimos que use o atalho para as redes sociais que estão presentes ao final do texto.
Se ficou dúvidas e quiser nossa opinião, deixe um comentário no espaço para isso, também ao final do artigo que teremos o maior prazer em elucidar.

Finalizando, agradecemos a todos pela visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficou alguma dúvida sobre a postagem acima ou quer deixar uma sugestão?
Escreva seu comentário no espaço apropriado, seja para elogiar, criticar ou expor dúvidas, que publicaremos e responderemos o mais rápido possível.

Atenção: Serão excluídos os comentários contendo propagandas e também aqueles que faltem com o respeito e educação a qualquer usuário do Blog ou, os que venham induzir nosso leitor a acessar conteúdos impróprios e eticamente não recomendados. Desde já, agradecemos sua participação!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...