Agradecemos sua visita. Aproveite e cadastre-se gratuitamente como seguidor ou seguidora.

Aqui a Matemática é Simples e Descomplicada! Acesse, comente e compartilhe nossos artigos.
Hoje é


Esse desafio é pra você que está testando seus conhecimentos para exames e provas de matemática!

Translate

sábado, 9 de dezembro de 2017

Quando Usamos o Mais ou Menos na Matemática?

O Uso do Símbolo Mais ou Menos na Matemática e em Outras Áreas do Conhecimento!
Muitas vezes vemos que o sinal mais ou menos são usados juntos ou separadamente em algumas expressões e situações específicas e não sabemos quando ele pode ser aplicado e, nem como ele deve ser usado na matemática e também em outros ramos da ciência. No entanto, quando visualizarmos o sinal mais ou menos (±) juntos, ele é utilizado para expressar que um número pode ser tanto positivo quanto negativo, ou ainda para simbolizar que pode ser efetuada tanto uma soma quanto uma subtração. Matematicamente falando, quando observamos o sinal (+) isoladamente, ele sinaliza o valor de um número positivo ou uma operação de soma, enquanto que o sinal (-) representa um número negativo ou uma operação de subtração. 
Lembramos também que esses dois sinais também são usados em outras áreas do conhecimento, como na Química, Física, Engenharia entre outras. Em eletrônica, associamos esses dois sinais a polaridade de um corpo que se refere ao tipo de carga (negativa ou positiva). Os elétrons e prótons possuem cargas elétricas com polaridades opostas, isto é, o elétron possui carga negativa (−) e o próton possui carga positiva (+). Outro exemplo que podemos citar é quando usamos um sinal negativo num dos polos de um circuíto elétrico, quase sempre convencionalmente, devemos entender que trata-se de que é uma corrente neutra, e no caso do sinal (+) temos por convenção nesse polo uma corrente positiva. Claro que isso não é uma regra imutável, e sempre o operador deve estar devidamente capacitado ou o eletricista deve ser cuidadoso e certificar dessas condições expostas para nunca se expor a acidentes, choques elétricos, faíscas ou até explosões e incêndios em suas atividades e operações profissionais. 

Fisicamente falando, esses sinais são de utilidade inquestionável. Por exemplo, podemos citar a movimentação de elétrons, como no caso de uma pilha comum, em que ela possui um pólo positivo e um negativo. O pólo positivo possui um potencial maior, enquanto que o negativo possui um menor. O movimento dos elétrons será no sentido sempre do maior potencial, ou seja, do pólo positivo. Nos geradores elétricos, tais como pilhas e baterias, o polo positivo se chama cátodo enquanto que o polo negativo se chama ânodo. São situações específicas que não vamos aprofundar agora, mas que aconselhamos que o leitor pesquise e estude com maior dedicação e empenho. Mas não é somente nas ciências exatas que esses sinais são importantes e sinalizam operações específicas conforme já mencionamos. 

Quando verificamos o sentido filosófico desse símbolo na linguagem coloquial, ele sempre representa uma incerteza ou indecisão, ou seja, por exemplo, temos um professor mais ou menos, uma aluna mais ou menos, o médico mais ou menos etc. Na verdade, isso não deveria ocorrer, pois deveríamos sempre dizer: temos um professor mais competente, o aluno é mais estudioso, o médico e o advogado são mais competentes, pois todos deveriam se preparar para serem mais e nunca mais ou menos. Por isso ele pode ser considerado como um valor de sentido pejorativo, quando usado para atribuir valor as pessoas ou avaliar objetos de valor duvidoso. 

Mas, focando esse símbolo na matemática, podemos dizer que ele é muito usado na lógica matemática e é um indicador que sinaliza muitas expressões onde ele se aplica.

Resumidamente, o sinal de mais ou menos (±) é utilizado em algumas ocasiões específicas na matemática, e tem um valor lógico que devemos considerar e entre as quais destacamos:

1. Para expressar um número que pode assumir um determinado valor tanto positivo, quanto negativo, ou seja ele serve para simbolizar que o resultado pode sinalizar tanto uma soma, quanto uma subtração;

2. Também é utilizado para expressar um número arredondado, de valor não-exato, associando assim uma incerteza ao valor, por exemplo: m = (62,5 ± 0,1) kg, o que significa que o valor de m pode ser um valor entre 62,4 kg e 62,6 kg;

3. Esse símbolo também é usado na fórmula de Báskara para encontrar as soluções (raízes) de uma equação do segundo grau, quando possíveis, na expressão: x = (-b ± b² - 4ac)/2a, em que primeiramente calculamos a expressão citada, com o sinal positivo (+), e depois com o sinal negativo (-), evidentemente quando a equação possuir dois resultados reais. Elucidamos, que existe situações em que essa equação assume apenas um valor ou uma raiz e também em outras ocasiões, ela não apresenta solução válida nos reais. Vale a pena, acessar nosso post chamado Equação do Segundo Grau e se inteirar desse artigo ou mesmo revisar esse conhecimento da matemática.

4. As outras situações específicas já foram citadas no texto, sinalizando como expomos o valor de uma determinada polaridade tão utilizadas em eletrônica, ou atá nas operações básicas de adição e subtração da matemática, entre tantas outras indicações que vale a pena o leitor pesquisar e se inteirar. 

Deixamos claro que existe muitas outras situações e expressões na matemática em que podemos e aconselhamos o uso desses símbolos para dar sentido e valor às expressões inerentes. 

CONCLUSÃO!





Todos símbolos têm valores específicos na linguagem da matemática e desempenham funções importantes como sinalizadores e servem para darem sentido lógico nas expressões desse importante ramo da ciência. Nesse caso, vemos que o sinal de mais ou menos é um operador sinalizando que a expressão relacionada deve ser calculada e vista de duas formas, usando tanto o valor positivo, quanto o negativo, para chegarmos a uma conclusão lógica. No entanto, o símbolo positivo denota positividade, ou seja alguma atitude ou algo que merece destaque, enquanto que o negativo sinaliza evidentemente o contrário, ou algum fato depreciativo ou de pouco valor agregado. Citamos por exemplo nossa conta em um banco, em que nosso saldo negativo ou com sinal (-) indicando uma dívida ou saldo a descoberto na instituição financeira.  

Mas, se essa expressão for utilizada num contexto filosófico, vemos que ela sinaliza algo incerto ou de valor duvidoso. Assim, vemos que muitos usam essa expressão para enfatizar algo que oscila entre o positivo e negativo. Por exemplo, se considerarmos que um profissional de qualquer área é mais ou menos competente, entende-se que ele pode ou não solucionar um problema de valor específico.

Espero que tenham gostado do artigo e que o compartilhe com os amigos e pares. Sugerimos para essa finalidade, usar os atalhos para as redes sociais que estão presentes ao final do texto.
Se ficou dúvidas, ou mesmo para criticar ou elogiar o blog, deixe seu comentário que teremos o maior prazer em responder e elucidar, sempre no menor prazo possível. 
Finalizando, agradecemos a todos pela visita e apoio. Muito obrigado!
A Matemática Aqui é Simples e Descomplicada!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficou alguma dúvida sobre a postagem acima ou quer deixar uma sugestão?
Escreva seu comentário no espaço apropriado, seja para elogiar, criticar ou expor dúvidas, que publicaremos e responderemos o mais rápido possível.

Atenção: Serão excluídos os comentários contendo propagandas e também aqueles que faltem com o respeito e educação a qualquer usuário do Blog ou, os que venham induzir nosso leitor a acessar conteúdos impróprios e eticamente não recomendados. Desde já, agradecemos sua participação!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...